Trabalhadores da educação continuam em greve

Cerca de 700 grevistas caminharam da Prefeitura até a Câmara Municipal na última terça-feira (13)

iG Minas Gerais |


Pedido. 

Grevistas pedem proposta que valorize e respeite a categoria
Camila Martucheli / Divulgacao
Pedido. Grevistas pedem proposta que valorize e respeite a categoria

Na última terça-feira (13), os trabalhadores da educação de Contagem realizaram nova assembleia geral. Cerca de 700 grevistas caminharam da porta da prefeitura até a Câmara Municipal. A paralisação geral, que já acontece há mais de 20 dias, está sendo realizada porque a categoria não aceita a proposta da prefeitura, que oferece 5,8% de reajuste salarial.

Empunhando cartazes e faixas, os grevistas entoaram gritos de ordem, reivindicando que o governo faça uma proposta que represente de fato a valorização e o respeito pela categoria.

De acordo com a diretoria do sindicato, o objetivo do ato foi o de pressionar o governo municipal para que ele apresente uma proposta adequada aos anseios da categoria. “A reunião de semana passada foi nossa primeira vitória, fruto da luta, pois a Secretaria de Educação havia interrompido as negociações, dizendo que somente conversaria com a categoria após o encerramento da greve. Essa é uma ação contraditória desta gestão, por se tratar de um governo dito socialista”.

Além da categoria, os grevistas também contam com o apoio de representantes do Fórum Popular de Cultura de Contagem, de centrais sindicais e estudantes da rede municipal de ensino.

Proposta

O governo municipal apresentou a seguinte proposta: pagamento da inflação, ou seja, 5,8%, para todos os trabalhadores; plano odontológico imediato e plano de saúde a ser apresentado até o fim de 2014; gratificação de R$ 800,00 por 40 horas semanais para as agentes de educação infantil que quiserem aumentar sua jornada (incidindo sobre férias e 13º salário) ou a possibilidade de 30% de reajuste para as agentes de educação infantil com o objetivo de atingir o Piso Salarial Profissional Nacional até o fim do mandato.

Audiências nas escolas

A Secretaria de Educação de Contagem agendou quatro audiências públicas com a comunidade das regiões Nacional, Centro e Petrolândia para a próxima semana. Ambos os lados esperam chegar a um denominador comum para dar fim à greve.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave