Espaço de Economia Solidária é inaugurado no Novo Eldorado

Carlin e Arnaldo de Oliveira inauguram feira de produtos alimentícios e artesanato da região; parlamentar afirma que a iniciativa é importante para comunidade envolvida

iG Minas Gerais |

Comunidade. 
Autoridades visitam a feira no bairro Novo Eldorado
ELIAS RAMOS
Comunidade. Autoridades visitam a feira no bairro Novo Eldorado

A Prefeitura de Contagem, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, inaugurou no último dia 10 a feira da Economia Solidária do Novo Eldorado.

Localizada na Praça Nossa Senhora da Conceição, a feira é composta por 60 expositores de produtos alimentícios e artesanato da região.

Para o prefeito Carlin Moura, o programa Economia Solidária tem um potencial muito grande para contribuir com a renda das famílias, e o objetivo é expandir esse trabalho para outras regiões da cidade.

De acordo com o vereador Arnaldo de Oliveira, iniciativas como essa são de extrema importância para as famílias e para a comunidade envolvida. “Além de ser fonte de renda para os participantes, a feira da economia solidária também significa interação, convivência e socialização”, destacou.

O padre Carlos Aurélio Leroy, que está à frente da paróquia Nossa Senhora da Conceição, aproveitou a oportunidade para agradecer ao prefeito Carlin, à secretária de Desenvolvimento Social, Marilene Pimenta, e ao vereador Arnaldo de Oliveira pelo apoio para a efetivação do projeto.

Parceria que deu certo

A feira do bairro Novo Eldorado surgiu há três anos, como uma iniciativa da Pastoral Familiar da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, e era feita no jardim da Igreja. Agora, a feira passou para a Praça Nossa Senhora da Conceição, e o número de expositores passou de 20 para 60, graças à sua inclusão no projeto da economia solidária.

De acordo com Sueli Curvelano Alves de Deus, que coordena a Pastoral há dez anos com seu marido, Hermeto Alves de Deus, o apoio do vereador e da Secretaria foi muito significante. “A estrutura que nos foi dada foi muito boa e extremamente importante para expandir nosso projeto”, contou Sueli, salientando que a ampliação da feira já era um sonho antigo dos participantes.

A esperança de Sueli e dos expositores, agora, é que a feira seja realizada semanalmente. Atualmente, a previsão é que o evento seja feito de 15 em 15 dias, sempre aos sábados. “Nós já temos até lista de espera de pessoas que querem expor na feira da economia solidária, estamos com uma ótima expectativa”, completou a coordenadora.

Maria Geralda Cota Guimarães participou com uma barraca de bolsas e almofadas. Ela, que já participava da feira desde o começo, há três anos, relatou que as vendas aumentaram com a estruturação do evento.

Outra expositora, Leila Taveira, colocou seus produtos pela primeira vez na feira solidária. Ela vende pães caseiros e quitandas de porta em porta e garante que a feira foi de grande valia para aumentar suas vendas e divulgar seus produtos. “Vendi praticamente tudo que levei, foi uma ocasião muito boa, pois depois da feira eu fiz novos clientes. Só tenho a agradecer ao vereador Arnaldo e à prefeitura por esta oportunidade”, comemorou a comerciante.

Estiveram presentes no evento o prefeito Carlin Moura, o vice-prefeito, João Guedes, o vereador Arnaldo de Oliveira, a secretária de Desenvolvimento Social, Marilene Pimenta, o padre da paróquia Nossa Senhora da Conceição, Carlos Aurélio Leroy, além do diretor de Economia Solidária, Mayron Rodrigues, e sua equipe.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave