Na TV, Dilma promete mão firme

iG Minas Gerais |

Brasília. Em seu programa nacional de TV levado ao ar na noite de ontem, o PT apresentou a reeleição da presidente Dilma Rousseff como a única saída entre “a volta ao passado” e “um salto no escuro”, em referência indireta a seus principais adversários na corrida pelo Palácio do Planalto, Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).  

O programa mesclou um tom otimista em defesa das realizações do governo petista com ataques velados aos concorrentes de Dilma. Em uma de suas falas, a presidente assegurou que combaterá a corrupção e terá “mão firme” para controlar a inflação. “Posso assegurar que meu governo será sempre o governo do crescimento com estabilidade, equilíbrio fiscal, combate à corrupção, mão firme para combater a inflação, sem que isso prejudique o salário do trabalhador”.

O ex-presidente Lula apareceu por duas vezes no programa, em imagens gravadas durante o encontro nacional do PT, na semana passada. No momento mais forte de sua fala, também defendeu o combate à corrupção e o resgate do discurso ético do PT. “Se alguém dentre nós cometeu um erro tem que pagar pelo erro que cometeu. Nós fundamos esse partido para ser diferente de tudo, fazer política com ‘P’ maiúsculo”. O programa classificou o pessimismo da oposição como “cortina de fumaça para trazer o passado de volta”.

Colombo

Apoio. O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), aproveitou a audiência com a presidente Dilma Rousseff para afirmar que vai apoiar a candidatura dela à reeleição.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave