TRE cassa prefeito de Nova Lima pela terceira vez

É a terceira vez que o peemedebista é obrigado a deixar o cargo, por ordem da Justiça

iG Minas Gerais | Flávia Carneiro |

Corte mantém cassação do prefeito de Nova Lima
Fernando Fotógrafo / Divulgação - 25.1.2013
Corte mantém cassação do prefeito de Nova Lima

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) cassou,na noite desta quinta-feira (15), o mandato do prefeito de Nova Lima, Cássio Magnani Júnior (PMDB), mais conhecido como Cassinho. É a terceira vez que o peemedebista é obrigado a deixar o cargo, por ordem da Justiça.

Cassinho e sua vice, Maria de Fátima Monteiro de Aguiar, do PT, foram cassados pelo TRE no dia 21 de março e em 8 de abril voltaram ao comando por força de uma liminar concedida pelo TSE. No dia 23 de abril, foram cassados novamente, mas conseguiram reverter a decisão seis dias depois.

Para o TRE houve abuso de poder político por parte do ex-prefeito Carlos Roberto Rodrigues (PT) em favor da candidatura de Cassinho nas eleições de 2012. A decisão unânime da segunda instância tornou o peemedebista e sua vice inelegíveis por oito anos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave