Mulher de sócio da Telexfree é presa nos EUA

Segundo o "The Boston Globe", Katia estaria tentando fugir do país, repetindo o trajeto do marido, que teria chegado ao Brasil após passar pelo Canadá

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A brasileira Katia Wanzeler, mulher de um dos sócios-fundadores da Telexfree nos EUA Carlos Wanzeler, foi detida pela polícia americana quando tentava embarcar em um voo internacional no Aeroporto JFK, em Nova York, na noite desta quarta-feira (14).

Seu marido e o sócio, James Merrill, são acusados de conspiração para cometer fraude eletrônica. Merrill foi preso na última sexta-feira (9), mas Wanzeler é considerado foragido pela Justiça americana.

Ele teria deixado a residência do casal em Northborough, Massachusetts, há cerca de quatro semanas, quando as autoridades americanas entraram com uma ação contra a TelexFree nos EUA acusando o grupo de promover "esquema ilegal de pirâmide" financeira e congelaram milhões de dólares em bens.

Segundo o "The Boston Globe", Katia estaria tentando fugir do país, repetindo o trajeto do marido, que teria chegado ao Brasil após passar pelo Canadá. Ela foi detida como testemunha, com um mandado de busca, e poderia depor ainda nesta quinta-feira (15), informou a assessora do Departamento de Justiça Christina Sterling ao jornal.

Procurado pela reportagem, o advogado do casal não foi encontrado.

BRASILEIROS COMO ALVOS

Segundo a SEC (Comissão de valores mobiliários dos EUA), autora da ação na Corte Distrital de Massachusetts, a TelexFree opera por meio de "oferta fraudulenta e não registrada de títulos", que tem como principais alvos imigrantes brasileiros e dominicanos que vivem nos EUA.

A própria empresa diz ter arrecadado mais de US$ 1 bilhão, segundo o documento apresentado pela SEC ao tribunal, mas não torna pública nenhuma documentação comprovando a receita. No Brasil, as operações da Telexfree foram bloqueadas no ano passado, por tempo indeterminado, a pedido do Ministério Público do Acre (MP-AC).

A decisão da comissão americana veio depois que a TelexFree LLC, a TelexFree Inc. e a TelexFree Financial Inc., subsidiárias e afiliadas da TelexFree, pediram concordata em uma Corte de Nevada, em abril. Segundo a acusação apresentada pela SEC, as três empresas alegaram dever até US$ 600 milhões, mas possuir não mais que US$ 120 milhões.

PACOTES

De acordo com a SEC, os títulos são oferecidos pela TelexFree aos investidores com a promessa de até 250% de retorno do valor pago, por ano. É possível escolher entre dois "pacotes": um que custa US$ 289 e inclui um kit de publicidade, ou o de US$ 1.375, que vem com cinco kits. Segundo a própria TelexFree, 88% dos investimentos feitos em Massachusetts foram do segundo pacote, de US$ 1.375.

Em março, a Telexfree alterou seu plano de compensações, tornando muito mais difícil aos investidores atingirem metas para receber seu pagamento. A mudança gerou uma série de reclamações dos investidores e colocou o esquema ainda mais em evidência.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave