Após choro, Marcelo Moreno lamenta: 'Tínhamos time para o título'

Atacante cruzeirense não conteve às lágrimas depois do empate e da confirmação da eliminação celeste na Libertadores

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Cruzeiro tentou, mas novamente deixou a desejar no ataque e acabou eliminado da Libertadores
UARLEN VALERIO / O TEMPO 14.05.2014
Cruzeiro tentou, mas novamente deixou a desejar no ataque e acabou eliminado da Libertadores

Se o torcedor reclama que os jogadores de futebol da atualidade não criam tanta identificação e tantos vínculos com os clubes, o atacante Marcelo Moreno deu um exemplo contrário disso nessa quarta-feira.

Após o apito final do árbitro uruguaio Martín Velásquez, no empate em 1 a 1 entre Cruzeiro e San Lorenzo (ARG), resultado que culminou com a eliminação estrelada na Copa Libertadores, o centroavante boliviano não se conteve e foi às lágrimas.

“Lamentável o que aconteceu, senti muito. Queria ganhar essa Copa Libertadores, tínhamos time para isso. Infelizmente, não deu”, emocionou-se.

Moreno foi um dos jogadores mais lúcidos do Cruzeiro em campo e poderia ter sido o herói da noite se suas inúmeras chances, bem construídas, não tivessem parado na trave ou nas mãos do goleiro Torrico. “Sai de campo chateado, sabendo que tínhamos um elenco bom e que podíamos avançar na Libertadores. Deixamos tudo em campo, mas, infelizmente, a bola não entrou. Eu tive quatro, cinco bolas e o goleiro apareceu bem em todas. Agora é continuar trabalhando, temos o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil”, justificou, dando a entender que a eliminação precisa ser bem assimilada.

“Com o empate, que teve sabor de derrota, aprendemos e vamos usar essa experiência no futuro para jogarmos melhor quando formos os visitantes. Isso vai dar experiência ao grupo e eu espero que a gente aprenda muito com essa eliminação”, concluiu. 

Leia tudo sobre: CruzeiroLibertadoresRaposaMarcelo MorenoSan Lorenzo