Goiás derrota Botafogo e sobe para 2º no Brasileiro

Esmeraldino teve que mandar o jogo em Minas por causa de punição aplicada em razão de brigas da torcida no ano passado

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Em jogo adiantado da 5ª rodada do Brasileirão, o Goiás resistiu ao Botafogo na noite desta quarta-feira e conquistou a vitória por 2 a 0, no Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora. Com belos gols de Ramon e Danilo, a equipe goiana chegou aos dez pontos e alcançou o provisório segundo lugar da tabela, atrás apenas do Internacional.

Já o Botafogo desperdiçou grande chance, por jogar fora da casa do rival e contar com boa torcida na cidade mineira. O Goiás teve que mandar o jogo em Minas por causa de punição aplicada ainda no fim do ano passado em razão de brigas da torcida naquele Campeonato Brasileiro.

Vindo da maior goleada da competição até agora, o 6 a 0 sobre o Criciúma, o Botafogo inspirava confiança na torcida, que esperava outra grande apresentação. Mas não foi o que aconteceu nesta noite. Apesar dos esforços de Emerson e Daniel, que comandavam as principais jogadas da equipe carioca, o Botafogo falhava nas finalizações.

E manteve a mesma estratégia, de velocidade, no segundo tempo, mesmo depois de levar sustos em contra-ataque do Goiás. A "punição" ao Botafogo veio aos 8 minutos, com gol de Ramon, que deslocou o goleiro Jefferson e abriu o placar. Aos 24, o mesmo Ramon driblou Jefferson e deu passe de calcanhar para Danilo, sem qualquer marcação, só mandar para as redes, selando o placar.

FICHA TÉCNICA GOIÁS 2 x 0 BOTAFOGO GOLS - Ramon, aos 8 minutos, e Danilo, aos 24 minutos do segundo tempo. ÁRBITRO - Ricardo Marques Ribeiro (Fifa/MG). CARTÕES AMARELOS - Alex Alves, Amaral e Esquerdinha. RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis. LOCAL - Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG).

GOIÁS - Renan; Thiago Mendes (Clayton Sales), Jackson, Alex Alves e Juliano; Amaral, David, Ramon (Rodrigo), Esquerdinha e Tiago Real (João Paulo); Danilo. Técnico: Ricardo Drubscky.

BOTAFOGO - Jefferson; Edilson, Bolívar, Dória e Junior Cesar; Gabriel, Bolatti, Jorge Wagner (Wallyson) e Daniel (Lucas); Zeballos (Fabiano) e Emerson. Técnico: Vagner Mancini.

Leia tudo sobre: goiasbotafogocampeonato brasileiroresultado