Lula tenta implodir “Aezão”

iG Minas Gerais |

Acordo. 
Lula vai se encontrar com peemedebistas do Rio para garantir apoio à candidatura de Dilma
Carlos Magno
Acordo. Lula vai se encontrar com peemedebistas do Rio para garantir apoio à candidatura de Dilma

Rio de Janeiro. O ex-presidente Lula desembarca no Rio nos próximos dias com a missão de minar uma possível aliança entre o PMDB, do governador Luiz Fernando Pezão, que tentará a reeleição, e o PSDB, do senador Aécio Neves, pré-candidato à Presidência.  

O encontro com os peemedebistas foi um pedido do próprio Lula. A reunião terá a participação de Pezão, do ex-governador Sérgio Cabral e do prefeito do Rio, Eduardo Paes.

Lula teme que a presidente Dilma Rousseff, que disputa a reeleição pelo PT, perca votos e o palanque do PMDB no Rio. Em 2010, Dilma obteve 4,9 milhões de votos no Estado, 60,4% do total, uma vantagem de mais de 1 milhão de votos sobre o tucano José Serra.

O movimento chamado de “Aezão”, criado por uma ala do PMDB fluminense, liderada pelo presidente regional do partido, Jorge Picciani, apoiará o tucano nas eleições de outubro. Este grupo quer uma aliança formal com os tucanos.

Pezão, Cabral e Paes já declararam que estão fechados com Dilma, mas nos bastidores nada fazem para impedir o namoro do PMDB com Aécio. A conversa pedida por Lula reacendeu a esperança dos pró-Dilma de uma implosão da candidatura ao governo do senador Lindbergh Farias (PT) para retomar a aliança, rompida ano passado.

PDT. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, mandou um recado claro ao PMDB fluminense: se a vaga de vice na chapa de Luiz Fernando Pezão não for para os trabalhistas, “acabou” a aliança. “Se não for para o PDT a vice, não tem condição nem de diálogo”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave