Padrão ético é “baixíssimo”

iG Minas Gerais |

Brasília. O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, senador mineiro Aécio Neves, atacou ontem o que classificou de “baixíssimo” padrão ético do governo da presidente Dilma Rousseff (PT), dizendo que isso é uma “maldita herança”.  

Falando em encontro de prefeitos em Brasília, o tucano disse que governará com responsabilidade e “não de olho em pesquisas de popularidade”. Nas últimas pesquisas, a popularidade da presidente vem caindo, assim como a avaliação de sua gestão.

Para ele, o governo atual “gasta muito e gasta mal”, e quando são feitas desonerações fiscais, elas precisam compensar os municípios, já que eles têm de arcar com despesas cada vez maiores.

Aécio defendeu que é preciso que a União encaixe as despesas dentro das receitas, caso contrário, “não haverá diminuição da carga tributária em médio prazo”.

Segundo Aécio Neves, as gestões do PT à frente da Presidência da República são caracterizadas por concentração de recursos e “desrespeito à federação”. “A partir da concentração de recursos na União, o que temos visto é a ineficiência e os desvios”, afirmou.

O tucano defendeu que é preciso “interromper a roda que gira só em favor da União”. “Temos que fazer com que gire em favor da federação”, disse.

Prioridades

Serviços. Aécio criticou o que chamou de “incapacidade do governo de priorizar a saúde e a educação”. Segundo ele, a União não gastou a totalidade dos recursos destinados à saúde em 2013.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave