Depressão é a principal doença entre adolescentes, diz ONU

Acidentes, Aids e suicídio são as maiores causas de morte dos 10 aos 19 anos

iG Minas Gerais | Da redação |

Problema. O consumo de drogas é uma das principais causas de depressão e morte na adolescência
Andre Penner
Problema. O consumo de drogas é uma das principais causas de depressão e morte na adolescência

Estudo divulgado ontem pela Organização Mundial da Saúde (OMS) revela que a depressão é a principal causa de doença e de inaptidão entre os adolescentes com idades entre 10 e 19 anos. O documento que destaca que os três principais motivos de morte no mundo nesta faixa de idade são acidentes de trânsito, a Aids e o suicídio. Em 2012, 1,3 milhão de adolescentes morreram no mundo.

Esta é a primeira vez que a agência das Nações Unidas publica um relatório completo sobre os problemas de saúde dos adolescentes. Para elaborar o documento, a organização utilizou dados fornecidos por 109 países.

Os problemas nesta faixa de idade estão relacionados com o cigarro, o consumo de drogas e bebidas alcoólicas, a Aids, os transtornos mentais, a nutrição, a sexualidade e a violência. “O mundo não dedica atenção suficiente à saúde dos adolescentes”, disse a médica Flavia Bustreo, subdiretora geral para a saúde das mulheres e das crianças na OMS.

Os homens sofrem mais acidentes de trânsito que as mulheres, com uma taxa de mortalidade três vezes superior. A morte durante o parto é a segunda maior causa de mortalidade entre as jovens com idades entre 15 e 19 anos, depois do suicídio, segundo a OMS.

Entre 10 e 14 anos, a diarreia e as infecções pulmonares representam a segunda e quarta causas de falecimento. O documento destaca ainda que pelo menos um adolescente em cada quatro não realiza exercícios físicos suficientes, pelo menos uma hora por dia, e que em alguns países um em cada três é obeso.

Para os especialistas da Organização Mundial de Saúde a adolescência é um momento importante na vida para fixar as bases de uma boa saúde na vida adulta. Muitas das doenças não-transmissíveis têm início neste período.

Certos estudos demonstram que as pessoas com problemas mentais apresentam os primeiros sintomas a partir dos 14 anos de idade. De acordo com a OMS, se os adolescentes fossem tratados a tempo, isso poderia prevenir as mortes e evitar “sofrimentos em uma vida inteira.”

A OMS recomenda a todos os países que adotem políticas de enfrentamento do problema. “Esperamos que este relatório foque mais a atenção nos problemas de saúde dos jovens dos 10 aos 19 anos”, acrescenta Flavia Bustreo.

Um dado positivo é o decréscimo de fumantes entre os adolescentes, sobretudo nos países mais desenvolvidos, tendência seguida noutros países de desenvolvimento médio ou fraco.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave