Não tinha teto, não tinha nada

iG Minas Gerais |

Itaquerão é um dos grandes problemas da Copa do Mundo no Brasil
Andre Penner/ap photo - 8.5.2014
Itaquerão é um dos grandes problemas da Copa do Mundo no Brasil

São Paulo. O que antes era uma possibilidade tornou-se real: a cobertura do Itaquerão não estará completa para a abertura da Copa. Faltarão vidros nas pontas das estruturas dos lados Oeste e Leste, além de revestimentos internos para os dois tetos. Essas instalações só serão concluídas após o Mundial.  

A Odebrecht considera concluídas as obras de estruturas fixas no estádio. Tudo o que está sendo feito agora é em relação a instalações temporárias e arquibancadas provisórias para aumentar a capacidade para o Mundial. A assessoria do Corinthians confirmou que não mexerá mais nessa estrutura até depois do evento da Fifa.

Sem a conclusão da cobertura, pedaços de metal ficarão aparentes. Haverá pontas metálicas no alto sobre o campo e pedaços de aço visíveis. A decisão de não concluir a cobertura se deu pela falta de tempo até o primeiro jogo, entre Brasil e Croácia, no próximo dia 12 de junho.

Além da aparência, o problema é que setores do estádio que estariam cobertos podem sofrer com as chuvas, visto que não haverá teto para todos os torcedores. Há o temor de que a água possa atingir até setores VIPs, no lado Oeste do estádio.

A título de comparação, o Soccer City, estádio de abertura da Copa-2010, estava completamente concluído na data do jogo de abertura.

Sem inauguração A inauguração oficial da Arena Pantanal vem se tornando uma novela que ganha mais um capítulo. O amistoso entre a seleção brasileira campeã em 2002 e o Olímpia do Paraguai, marcado para dia 20, foi cancelado. Com isso, o último jogo na Arena Pantanal antes da Copa do Mundo deve ser entre Santos e Atlético-MG, no próximo domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Esta foi a oitava data marcada para a inauguração da arena. A primeira foi ainda no mês de dezembro de 2012.

Fora da disputa O técnico da seleção da Alemanha, Joachim Löw, fez uma mudança de última hora na lista preliminar de convocados para a Copa. Ontem, ele chamou o volante Christoph Kramer e cortou o meia-atacante Andre Hahn. Além disso, tirou três jogadores do grupo, embora os tenha mantido na relação inicial. Quem também ficará fora da Copa é o meia Thiago Alcântara, da Espanha. O jogador sofreu uma recaída na lesão no joelho direito e necessitará de mais tempo para se recuperar.

Sem veto a Neymar A antecipação do retorno de Neymar aos gramados para a disputa de jogo decisivo do Campeonato Espanhol contra o Atlético de Madrid criou uma polêmica na CBF. Após a divulgação da informação do pedido da entidade para que o atleta não fosse escalado pelo Barcelona, a CBF publicou matéria em seu site negando o pleito. No texto publicado, a informação é tratada como “incorreta” e “completamente oposta” a uma orientação da comissão técnica da seleção brasileira.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave