O ‘italiano’

Mineiros na Copa

iG Minas Gerais | Victor Martins |

Coube a Heitor Canalli o feito de ser o primeiro mineiro a ser convocado para uma Copa do Mundo. O meio de campo do Botafogo foi titular da equipe do técnico Luis Vinhaes no Mundial de 1934. Naquela edição, realizada na Itália, o Brasil disputou apenas uma partida e terminou a competição na 14ª colocação entre 16 participantes.

Como o sobrenome deixa claro, Canalli é de origem italiana. Seus pais, Affonso Canalli e Lucinda Demarchi, deixaram a Itália na virada do século XIX para o XX e vieram para o Brasil. Heitor nasceu no dia 31 de março de 1910, em Juiz de Fora, mas, com apenas um mês de idade, seus pais se mudaram para Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro.

Ali, a família abriu uma fábrica de móveis. E foi lá que Heitor deu os primeiros passos como jogador. Foram quase dois anos no Petropolitano Foot-ball Club. O bom começo despertou o interesse do Botafogo, que já tinha o hábito de buscar jogadores no alvinegro de Petrópolis.

Ao todo, Heitor Canalli jogou quase 11 anos no Botafogo, entre quatro passagens. Além dos clubes já citados, o primeiro mineiro a jogar uma Copa do Mundo também defendeu o Flamengo, o Torino, da Itália, e o Canto do Rio, clube no qual encerrou a carreira, em 1941.

Pela seleção brasileira, ele ganhou a Copa Rio Branco, em 1932. Em 18 partidas, foram 11 vitórias, três empates e três derrotas.

O quase primeiro O atacante Mário de Castro foi convocado para defender o Brasil na Copa do Mundo de 1930. No entanto, o jogador do Atlético seria reserva de Carvalho Leite, do Botafogo. Por se considerar melhor do que o rival, ele não aceitou a convocação. Depois do Mundial, Atlético e Botafogo se enfrentaram em dois jogos, com uma vitória para cada lado. Porém, Mário de Castro marcou três gols, contra dois de Carvalho Leite. Para o jogador do Galo e para a imprensa, foi uma resposta sobre quem era o melhor atacante.

América-RJ. Quando voltou do Torino, da Itália, Canalli acertou com o América. Mas nem sequer jogou, pois foi chamado por amigos para voltar Botafogo.

Móveis de vime. A família de Canalli possuía uma fábrica de móveis em Petrópolis. Eram considerados pioneiros no Brasil no trabalho com vime.

Participativo. Em seis jogos pelo Botafogo, venceu cinco estaduais, usando 69 jogadores. Mesmo assim, Canalli foi o quarto que mais jogou, com 73 partidas nesse período.

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave