Nadal sofre, mas bate francês Gilles Simon na estreia em Roma

Partida entre os dois precisou jogar 3h18 para vencer 30º colocado no ranking e mantém bom ritmo de preparação para Roland Garros

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Rafael Nadal quer fechar 2013 como o líder do ranking mundial da ATP
Divulgação / ATP
Rafael Nadal quer fechar 2013 como o líder do ranking mundial da ATP

Campeão em Madri no último domingo, Rafael Nadal não teve facilidade para confirmar o seu favoritismo na estreia do Masters 1000 de Roma. Nesta quarta-feira, o tenista número 1 do mundo precisou jogar 3h18min para superar o francês Gilles Simon por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/1), 6/7 (4/7) e 6/2.

Assim, o espanhol seguiu de forma vitoriosa a sua preparação para Roland Garros, Grand Slam que começa no próximo dia 25, em Paris, onde buscará o seu quinto título seguido e um histórico nono campeonato - ele também se sagrou campeão na capital francesa em 2005, 2006, 2007 e 2008.

O próximo rival de Nadal na capital italiana será o russo Mikhail Youzhny, que nesta quarta contou com a desistência do casaque Andrey Golubev para avançar na chave. Golubev abandonou quando o russo liderava o placar por 7/5 e 4/1.

No jogo desta quarta, Nadal encarou dificuldades diante do atual 30º colocado do ranking desde o início. Cada tenista obteve duas quebras de saque no primeiro set, levando a disputa da parcial ao tie-break, no qual o espanhol foi muito superior ao fazer 7/1.

No segundo set, o espanhol logo conseguiu uma quebra e abriu vantagem, mas o francês reagiu, devolveu a quebra e passou a colocar pressão sobre o rival, que no nono game chegou a salvar três break points. E a disputa acabou indo para novo tie-break, no qual Simon deu o troco ao fazer 7/4.

No terceiro set, Nadal obteve novamente uma quebra de saque com rapidez, fazendo 2/0. Mas Simon mostrou resistência. Devolveu a quebra e igualou o placar. O espanhol então voltou a pressionar o saque do francês e voltou a se impor no game do rival. Abatido Simon cedeu nova quebra e viu o favorito encaminhar a vitória.

Sexto cabeça de chave, o checo Tomas Berdych também foi às oitavas de final ao bater o russo Dmitry Tursunov por 6/4 e 6/3. Seu próximo rival será o búlgaro Grigor Dimitrov, que eliminou o croata Ivo Karlovic com parciais de 7/6 (7/3) e 6/4.

Já o letão Ernests Gulbis se garantiu nas oitavas de final como rival do espanhol David Ferrer, quinto cabeça de chave, ao passar pelo francês Stephane Robert, de virada, com parciais de 6/7 (1/7), 6/4 e 6/3. O francês Jo-Wilfried Tsonga também sofreu mas assegurou lugar nas oitavas ao derrotar o sul-africano Kevin Anderson por 2 sets a 0, com 7/6 (16/14) e 7/6 (7/5).

DUPLAS - O brasileiro Marcelo Melo venceu e seu compatriota Bruno Soares foi derrotado em suas respectivas estreias na chave de duplas do Masters 1000 de Roma. Atuando ao lado do croata Ivan Dodig na condição de cabeça de chave número 3 da competição Melo superou o bielo-russo Max Mirnyi e o russo Mikhail Youzhny por 2 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/5), 5/7 e 10/6.

Já Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya não conseguiram justificar o favoritismo como cabeças de chave número 2 ao caírem diante do búlgaro Grigor Dimitrov e do checo Lukas Rosol, que também venceram por 2 sets a 1, com 6/4, 3/6 e 10/2 no super tie-break.

Com o triunfo obtido neste duelo já válido pela segunda rodada do torneio de duplas, Melo e Dodig avançaram às oitavas de final, fase em que terão pela frente os vencedores do confronto entre a parceria formada pelo espanhol Feliciano López e o holandês Robin Haase e a dupla firmada pelo britânico Dominic Inglot e o filipino Treat Huey.