São Paulo pedirá liberação de Rodrigo Caio e Ademilson

Diretoria tricolor vai solicitar que jogadores sejam dispensados da seleção brasileira sub-21 para não desfalcarem o time

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Ademilson foi artilheiro do Tricolor Paulista nas categorias de base
Rubens Chiri/São Paulo
Ademilson foi artilheiro do Tricolor Paulista nas categorias de base

O São Paulo vai solicitar à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a liberação do zagueiro Rodrigo Caio e do atacante Ademilson da convocação da seleção brasileira Sub-21, que disputará o Torneio de Toulon em maio. A comissão técnica avalia que os dois jogadores são fundamentais para a equipe e não quer abrir mão deles.

O presidente Carlos Miguel Aidar vai falar pessoalmente com José Maria Marin, presidente da CBF. "Vamos pedir ao presidente Marin que tenha compreensão da situação. Convocar o Ademilson e o Rodrigo Caio neste momento delicado para o São Paulo é preocupante", afirmou o dirigente.

Aidar lembra que o time pode perder os atletas por algumas rodadas do Campeonato Brasileiro e acha que os garotos podem fazer falta. "Entendo que valoriza o jogador e o clube, mas por outro lado também é um castigo para a gente e para o torcedor. Estamos em um dilema", avisou.

Rodrigo Caio explica que qualquer que seja a decisão do clube, ele pretende respeitar, mas confessa que gostaria de vestir a camisa da seleção, pois é uma oportunidade importante em sua carreira. "Toda vez que sou convocado, sempre tem alguma coisa que eu não posso ir. Mas sou funcionário do clube e o que decidirem está bem", disse.

Além de Rodrigo Caio e Ademilson, o técnico Alexandre Gallo chamou também o lateral-direito Auro e o meia Lucas Evangelista. A princípio, a diretoria do São Paulo não pensa em pedir a dispensa desses dois. Caso não seja aceito a solicitação, os jogadores terão de se apresentar nesta quinta-feira no Espírito Santo para início do treinamentos. O Brasil defende o título conquistado no ano passado e está no Grupo B, ao lado de Coreia do Sul, Colômbia, Inglaterra e Catar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave