Moreno exalta poder de decisão do Cruzeiro já provado na Libertadores

Atacante lembra que o time soube reagir e ser decisivo em duas ocasiões nesta edição do torneio

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE E RÔMULO ABREU |

Marcelo Moreno do Cruzeiro lamenta chance perdida durante a partida contra o Boa Esporte em Varginha
PAKITO VARGINHA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Marcelo Moreno do Cruzeiro lamenta chance perdida durante a partida contra o Boa Esporte em Varginha

Esperança de gols do Cruzeiro na batalha desta quarta-feira, contra o San Lorenzo, que definirá o futuro do time na Libertadores, o atacante Marcelo Moreno quer estender a boa fase vivida no Brasileiro, no qual é um dos artilheiros, (3 gols), para o torneio continental. O boliviano esbanja confiança na Raposa, que já mostrou força na hora de decidir.

Moreno se apoia no histórico recente de superação da equipe nesta Libertadores. Primeiro na fase de grupos, quando precisava vencer a Universidad de Chile fora de casa e fazer um placar elástico sobre o Real Garcilaso. A meta foi alcançada. Na sequência, a Raposa foi obrigada a buscar uma vitória no território do Cerro Porteño após ceder empate dentro do Mineirão, pelas oitavas. O objetivo também foi conquistado e o Cruzeiro seguiu firme no caminho do tri.

“A gente sabe da responsabilidade que tem, quando esse time foi chamado pra disputar classificação ou vaga, esse time mostrou que podia. Não vai ser diferente agora. Todos estão conscientes que podem dar o seu melhor e que podemos classificar para a próxima fase. Não será fácil, time experiente (San Lorenzo), que catimba muito quando atua fora de casa, temos que lidar com isso”, ressaltou.

Moreno, que ainda não balançou as redes pela Libertadores 2014, mas ostenta a artilharia da edição de 2008, com oito tentos anotados, destaca a experiência que possui e também a tradição do Cruzeiro  no torneio sul-americano, fatores que podem pesar a favor do time nesta noite.

“Experiência é muito importante em Libertadores. Tive experiência com esse time, San Lorenzo, tive felicidade de fazer gols. Importante fazer o primeiro gol para ter tranquilidade, para jogar o nosso futebol, procurando o segundo pra buscar a classificação”, finalizou.

Leia tudo sobre: Libertadorescruzeirodecisãomarcelo morenosna lorenzofutebolatacante