Família tem pistas que tenente sumida pode ter ido para Brumadinho

Mulher marcou destino uma semana antes no GPS do celular

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Uma nova pista descoberta pela família da tenente da Aeronáutica Mirian Tavares, de 42 anos, pode ajudar a localizar a mulher. O GPS do celular dela apontou que, uma semana antes do desaparecimento, a tenente havia marcado como destino a cidade de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (14) pelo irmão de Mirian, Rique Tavares.

Segundo ele, o aparelho celular, que foi deixado no apartamento que a tenente mora com uma amiga no bairro Prado, na região Oeste da capital mineira, tinha o registro para o município. “Antes de viajar, a Mirian sempre olhava informações do destino. No caso de Brumadinho, ela olhou uma semana antes de desaparecer, mas na viajou porque estava trabalhando”, contou.

Ainda segundo o irmão, no celular, que já foi entregue à Polícia Civil, não foi localizada nenhuma mensagem ou ligação que posso ajudar a descobrir o paradeiro da tenente. “Não havia nenhum número desconhecido e as mensagens eram de amigas a convidando para sair. Tudo normal”, explicou Rique.

Com a nova pista, ainda conforme o irmão, a polícia vai voltar a fazer buscas na cidade, inclusive na Serra do Rola Moça. Nessa terça-feira (13), as polícias Civil, Federal e representantes da Aeronáutica fizeram uma reunião para traçar novas estratégias para tentar localizar Mirian.

Relembre o caso

Mirian Tavares desapareceu no último dia 3, após depositar R$ 30 mil na conta bancária da irmã. A tenente deixou uma carta dizendo que estava triste, mas não sabia o motivo. Ela saiu de carro e não foi mais vista.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave