Departamento médico cheio atrapalha o trabalho de Levir

Última baixa no elenco alvinegro foi confirmada nessa terça-feira, o atacante Tardelli

iG Minas Gerais | Thiago Prata Fernando Almeida |

Problemas. Como se não bastasse a queda técnica da equipe do Atlético, desfalques aumentam as dificuldades do novo treinador
Bruno Cantini
Problemas. Como se não bastasse a queda técnica da equipe do Atlético, desfalques aumentam as dificuldades do novo treinador

Se antes a maior preocupação era motivar seus comandados, agora, a principal missão de Levir Culpi é encontrar soluções táticas e técnicas em meio a um arsenal de problemas de ordem médica.

Não bastasse ter um time inteiro “de molho”, o treinador do Atlético ganhou mais uma dor de cabeça. Ontem, ele foi informado que o atacante Diego Tardelli sofreu uma lesão e, dificilmente, reunirá condições para atuar na partida de domingo, contra o Santos, em Cuiabá, pelo Brasileirão.

Além de Tardelli, seguem em fase de recuperação outros 11 atletas. O aumento de lesionados é proporcional à dificuldade de definir uma equipe considerada titular e também um esquema de jogo.

Alguns jogadores, como Réver e Marcos Rocha, estão em fase final de recuperação. Outros, como Lucas Cândido e Luan, só irão atuar após a Copa.

Apesar da terça-feira de folga, esses jogadores estiveram na Cidade do Galo ontem para continuar tratamento. E cabe aos fisioterapeutas e médicos fazer com que o processo de cura aconteça sem riscos.

“Para nós é gratificante estar agindo de maneira a ajudar a equipe do Atlético. Mas a vontade, claro, é ter o departamento médico vazio, com todos à disposição do treinador”, destacou um dos médicos do clube, Marcus Vinícius.

“Temos como regra no Atlético há um bom tempo não determinar data para dar alta para jogador. A recuperação nunca é um dado matemático. Tem uma série de variáveis que temos de levar em conta. O que existe é o acompanhamento diário e avaliação constante para todos os atletas”, completou.

Enquanto aguarda a recuperação plena dos jogadores, Levir Culpi vai tendo que quebrar a cabeça para montar a equipe alvinegra que encara o Santos.

Prêmio

Exemplo. O presidente do Atlético, Alexandre Kalil, recebeu ontem, em nome do clube, o prêmio “Eficiência na Gestão do Futebol 2013”. A premiação foi entregue no seminário “Business FC”, em São Paulo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave