Move da avenida Antônio Carlos começa a funcionar no sábado

Três linhas vão circular nesta primeira fase, com destino ao centro, Lagoinha e área hospitalar

iG Minas Gerais | bernardo miranda |

Pampulha. Corredor da avenida Antônio Carlos vem passando por testes desde o mês de março
[CREDITO]LEO FONTES - 15.3.2014
Pampulha. Corredor da avenida Antônio Carlos vem passando por testes desde o mês de março

A partir deste sábado, o Move (nome dado ao BRT de Belo Horizonte) começa a circular no corredor da avenida Antônio Carlos. Nessa primeira fase de implantação, serão três linhas troncais (circulam no corredor exclusivo) que sairão da Estação Pampulha com destino ao centro, região da Lagoinha e área hospitalar. Oito linhas que operam atualmente serão extintas e substituídas por sete linhas alimentadoras (do bairro à estação) que serão criadas. A estimativa da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) é que já nesta etapa, 40 mil pessoas passem a usar o Move e o tempo de viagem da Pampulha ao centro caia dos atuais 50 para 30 minutos.

Nesta primeira fase do sistema, os principais afetados são os moradores dos bairros ao norte da Lagoa da Pampulha, como o Céu Azul e o Santa Mônica (veja quadro ao lado). Antes, os usuários pegavam um ônibus direto até o centro e, agora, terão que parar na Estação Pampulha, e descer dos ônibus convencionais, vindos dos bairros. De lá, eles vão embarcar em um ônibus articulado do Move para completar a viagem.

As linhas troncais serão a 50 (Estação Pampulha/ Centro Direta – sem parar nas estações), a 51 (Estação Pampulha/Centro, Área Hospitalar Paradora – que para nas estações) e 52 (Estação Pampulha/Lagoinha) – essa última não vai entrar na região central da capital, mas retorna na altura da Lagoinha.

O diretor de Transporte Público da BHTrans, Daniel Marx, explicou porque a linha 52 retorna antes de chegar ao centro. “Essa linha é para o estudante da UFMG, trabalhador do Hospital Belo Horizonte e demais passageiros que o destino final não é o centro”, explicou.

Assim como a Estação São Gabriel, obras na estação. a Estação Pampulha ainda estará em obras quando o Move entrar em operação. Porém, de acordo com o presidente da BHTrans, Ramon Victor Cesar, toda área operacional na Pampulha já está concluída. “A situação na Estação Pampulha é melhor que na São Gabriel. Isso porque toda a parte de plataformas já está concluída. O que não ficou pronto ainda são estacionamentos e o terceiro pavimento que vai contar com restaurantes e outros tipo de serviços”, justificou.

A BHTrans ainda não definiu quando irá implementar as próximas fases do Move da Antônio Carlos, mas segundo Cesar, até a Copa, o sistema estará completo.

Não se perca

Estações no centro. Nos corredores do centro, os ônibus não param em todas as estações. Os veículos do Move Antônio Carlos usam as estações Rio de Janeiro e Carijós. Já o Move Cristiano Machado para nas estações São Paulo e Tamoios, com exceção da 83 P que, a partir de sábado, vai deixar de parar na São Paulo para usar a Estação Rio de Janeiro.

Estação Pampulha. A Estação Pampulha fica no encontro das avenidas Pedro I e Antônio Carlos, próximo à barragem da lagoa da Pampulha. O corredor Pedro I não vai entrar em operação nesta primeira fase. As obras na avenida ainda não foram concluídas. A BHTrans garante que o trecho será integrado ao Move antes da Copa do Mundo.

Como será

Embarque. As linhas alimentadoras (do bairro até a Estação Pampulha) irão chegar no segundo pavimento da estação. Para pegar o Move, os usuários terão que ir para o primeiro andar, onde estarão os ônibus articulados.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave