'Gostaria que a imprensa mostrasse as mudanças no país', diz Lula

Ex-presidente fez comparações entre as coberturas regional e da nacional em alguns casos, como do programa Mais Médicos

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Lula critica jornais e diz que
Ricardo Stuckert/PR
Lula critica jornais e diz que "gostaria que imprensa mostrasse as mudanças no país"

O ex-presidente Lula fez críticas à chamada grande imprensa ao discursar em evento promovido por jornais regionais, em Brasília, e disse que "gostaria mesmo é que mostrassem as mudanças que ocorrem todos os dias em todos os cantos do país".

Lula defendeu a regulação da mídia, paralisada durante o governo Dilma Rousseff, e elogiou os jornais regionais por "levar as notícias sem a contaminação ideológica de alguns meios de comunicação do país".

O ex-presidente fez comparações entre as coberturas da imprensa regional e da nacional em alguns casos, como do programa Mais Médicos.

"Quando sua cidade recebe profissionais do Mais Médicos, você sabe o que isso representa para os desatendidos. Quando 15 mil profissionais vão atender 50 milhões de pessoas no interior, a imprensa nacional só fala daquela senhora que abandonou o programa por razões políticas ou daquele médico falsamente acusado de errar uma receita", afirmou Lula.

Criticou também as previsões econômicas para o Brasil. "Alguns jornalistas dos grandes veículos passaram 2013 dizendo que inflação ia estourar, mas ela caiu", disse Lula.

Em abril, porém, o acumulado nos doze meses anteriores do IPCA chegou a 6,19%, bem perto do teto da meta oficial do governo, de 6,5%.

Lula ainda fez uma defesa da distribuição da publicidade oficial à imprensa regional, realizada por seu governo, e, no fim de seu discurso, citou a regulação dos meios de comunicação como uma medida para "fortalecer a imprensa regional".

Com Folha Press

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave