PF prende prefeitos por desvio de R$ 30 mi

Esquema teria abastecido empresa ligada a Alberto Yousseff

iG Minas Gerais |

A maior parte dos mandados foi cumprida na cidade de Fátima
RAUL SPINASSé
A maior parte dos mandados foi cumprida na cidade de Fátima

Salvador. A Polícia Federal (PF) identificou dez empresas de fachada usadas por 20 prefeituras da Bahia para desvio de recursos públicos superiores a R$ 30 milhões, grande parte do Fundeb. Uma destas empresas, a União Brasil Transportes, pode ter sido usada também no esquema de remessas ilegais de dinheiro para o exterior operado pelo doleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato.

Ao todo, a PF prendeu 18 pessoas ontem, entre ex-prefeitos, vereadores, secretários municipais e funcionários públicos baianos suspeitos de participar de um esquema de desvio de recursos públicos destinados principalmente à educação. No total, a Justiça Federal determinou a prisão temporária de 29 pessoas. Entre elas estão os atuais prefeitos de Fátima e de Sítio do Quinto, que ainda não foram localizados. A maioria dos mandados foi cumprida em Fátima.

As investigações policiais indicam que, ao longo de pelo menos uma década, funcionários públicos e empresários desviaram pelo menos R$ 30 milhões das 20 cidades baianas. O grupo utilizava empresas de fachada e laranjas contratados para realizar serviços de engenharia, de transporte escolar e eventos sociais. A Operação 13 de Maio ocorreu em 26 municípios baianos, além de Aracaju e Brasília. (Agência Brasil)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave