Copa do Mundo gerou gastos de R$25,6 milhões para o Brasil

Dados do governo federal revelam que custos com o Mundial foram quase dez vezes maiores que o estimado quando o país foi eleito

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Cruzeiro não poderá mandar jogos no Mineirão durante três semanas no Brasileirão 2014
Reprodução/Facebook
Cruzeiro não poderá mandar jogos no Mineirão durante três semanas no Brasileirão 2014

Segundo balanço do governo federal, a Copa do Mundo no Brasil gerou gasto de R$25,6 bilhões, nove vezes mais que o previsto quando o país foi eleito como sede do Mundial, há sete anos. Além da diferença entre a projeção inicial e a realidade, outro fato relevante é que a proposta era que os custos seriam bancados, em grande maioria, pela iniciativa privada, o que não ocorreu, já que 83,6% deste valor saíram dos cofres públicos.

Os principais investimentos foram para obras viárias de transporte público, 33,6% do total, reforma e construção de estádios, 27,7%, e aeroportos, 26,5%. Para garantir que as 12 cidades-sede tenham palcos adequados para receber os jogos do Mundial, nada menos que R$ 7,09 bilhões foram injetados.

A expectativa do governo é que este valor gasto, ou parte considerável dele, seja recuperada através do turismo, já que o torneio atrai pessoas do mundo inteiro. Espera-se cerca de 3,7 milhões de turistas injetem R$ 6,7 bilhões na economia brasileira durante o período do Mundial.

Conforme o balanço, as obras da Copa geraram 3.6 milhões de empregos diretos.

Em 2007, quando o país foi escolhido para sediar o torneio, a previsão era de um custo de 2,5 bilhões de reais bancado na maior parte por meio de financiamento privado.

Leia tudo sobre: copa do mundogastosbalançogovernodinheirovaloresestadiosmundial