Enfermeira é sequestrada e agredida por ex-marido e enteado em MG

Vítima afirmou que um dos suspeitos chegou a morder seu nariz e sua orelha; agressores não foram presos

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Uma enfermeira de 32 anos passou por momentos de desespero ao ser sequestrada e agredida pelo ex-marido e o enteado, nessa segunda-feira (12), em Porteirinha, no Norte de Minas. Os autores dos crimes não foram localizados.

A mulher contou à Polícia Militar que chegava de carro para trabalhar em um posto de saúde do Povoado de Bom Jesus, quando Juessi Dias Martins, de 50, e seu filho, Thiago Sanabria Martins, de 26, chegaram em outro carro e a abordaram.

O jovem estava armado e empurrou a mulher para o banco traseiro do veículo da própria vítima. Eles seguiram para a zona rural da cidade e, na versão da enfermeira, ela foi agredida com socos, chutes e puxões de cabelo pelos dois homens. Além disso, Juessi mordeu o nariz e a orelha da ex-companheira.

Em um momento de distração dos agressores, a mulher conseguiu colocar a mão no volante e jogar o carro contra um barranco. Thiago saiu do automóvel e voltou a pé até o Povoado de Bom Jesus para pegar seu Fiesta.

Enquanto isso, a vítima ficou em companhia do ex-marido que pedia para reatar o casamento. Quando o jovem voltou, os três entraram no outro carro e continuaram na zona rural. No meio do caminho, o filho disse ao pai que era para acabar com a vida da enfermeira, mas Juessi hesitou e os homens se desentenderam.

Por fim, Thiago tirou a mulher do carro e disse que a mataria fora do veículo para não sujá-lo. Nesse momento, a enfermeira desmaiou e só acordou no centro da cidade. Para a polícia, ela disse não se lembrar como conseguiu sair do local.

Policiais fizeram rastreamento na região, mas Juessi não foi localizado. Já Thiago conseguiu fugir de um cerco policial. A mulher foi atendida em um hospital da cidade e recebeu alta médica. A investigação do caso ficará a cargo da Polícia Civil. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave