Polícia Federal prende quadrilha de obtenção de visto ilegal em MG

Quadrilha falsificava documentos utilizados para tirar visto consular de entrada em países como EUA e Canadá

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Documentos falsificados pela quadrilha, especializada em facilitar o acesso ilegal a outros países
POLICIA FEDERAL / DIVULGAÇÃO
Documentos falsificados pela quadrilha, especializada em facilitar o acesso ilegal a outros países

A Polícia Federal de Minas Gerais prendeu membros de uma quadrilha especializada na falsificação de documentos que facilitavam a entrada ilegal em países como os EUA e Canadá. A Operação Vidimus foi deflagrada na manhã desta terça-feira (13).

Há indícios de que a quadrilha atuava há mais de uma década, falsificando documentação comprobatória de grau de escolaridade, de vínculos empregatícios particulares e públicos, além de declarações de imposto de renda, a fim de demonstrar credibilidade do candidato à obtenção do visto de turista.

A quadrilha estava baseada em Belo Horizonte, ms também atuava em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Recife. Eram cobrados até R$ 12 mil para a confecção, entrega e preenchimento dos formulários para obtenção de vistos.

Durante as investigações, foram feitas duas prisões em flagrante de clientes da quadrilha, que tentaram obter vistos de entrada dos EUA com documentos falsos, uma no Consulado dos EUA em São Paulo, e outra no Consulado dos EUA no Rio de Janeiro. A operação foi realizada com a cooperação do Consulado dos Estados Unidos no Brasil. A Polícia Federal já cumpriu três mandados de busca e apreensão, e outros três mandados de prisão temporária.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave