Torcedor conectado vai sofrer no Mundial

iG Minas Gerais | Ana Paula Pedrosa |

Acesso deficiente. Segundo o ministro das Comunicações, a dificuldade de fechar parceria com as operadoras prejudicará a rede de internet nos estádios da Copa
Douglas Magno / O Tempo
Acesso deficiente. Segundo o ministro das Comunicações, a dificuldade de fechar parceria com as operadoras prejudicará a rede de internet nos estádios da Copa

O caso é mais crítico nas arenas que nem sequer estão terminadas, como o Itaquerão, que vai receber a abertura da Copa, mas também preocupa nos outros. No estádio mineiro, a tecnologia 4G já está instalada desde o ano passado, na Copa das Confederações, mas, para atender a voracidade de torcedores e jornalistas que irão demandar a rede durante as partidas, seria necessário reforçar o sinal com rede Wi-Fi, mas as operadoras não conseguiram fechar o acordo com a Minas Arena, que administra o Mineirão. “Vai ficar deficiente o serviço do ponto de vista de dados nos estádios. Em seis estádios, já colocamos o Wi-Fi. Mas é muito difícil quando os administradores não concordam, porque não podemos obrigá-los a fazer”, disse, na semana passada, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo. “O usuário vai conseguir fazer o básico”, acredita o presidente da consultoria Teleco, Eduardo Tude.

Fora do Mineirão, a Prefeitura de Belo Horizonte pretende reforçar o sinal Wi-Fi do programa BH Digital, que permite acesso gratuito em 80 pontos, como Parque Ecológico da Pampulha, Parque Municipal e Palácio das Artes. Para usar a rede, o usuário tem que acessar a rede BH Digital e fazer um cadastro. Cada pessoa pode usar o sinal até duas horas por dia, gratuitamente. Hoje, cerca de 97 mil pessoas estão cadastradas no serviço.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave