Tempo de sobra paraas obras,mas pouco foi feito

iG Minas Gerais |

A matriz de responsabilidade das obras para a Copa do Mundo só ficou pronta em 2010, três anos após o anúncio da Fifa. Porém, os prazos previstos naquela data não foram cumpridos. Nas obras em Belo Horizonte, a única que ficou pronta para a Copa das Confederações foi o Bulevar Arrudas, mesmo assim, com nove meses de atraso. Engenheiros e arquitetos avaliam que havia tempo de sobra até para a implantação do sonhado metrô na capital. O presidente do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva de Minas Gerais (Sinaenco-MG), Flávio Krollmann, critica a falta de planejamento dos gestores. “Não há a cultura de planejamento no Brasil. Na Alemanha, que sediou o Mundial recentemente, 50% do tempo da obra é dedicado somente ao projeto executivo. Aqui no Brasil, decidiram fazer o projeto ao mesmo tempo em que era feita a execução da obra”, disse o engenheiro, citando o Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que permite a licitação conjunta de projeto e execução. Na capital mineira, foram vários casos de estruturas já concluídas que tiveram que ser quebradas e refeitas após erros. “O que era para agilizar acaba aumentando o prazo de entrega e o preço”, avalia Krollmann.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave