Quatro escolas brasileiras estão em ranking de educação executiva

Jornal britânico divulgou ontem lista internacional

iG Minas Gerais |

Londres, Reino Unido. Quatro escolas especializadas em negócios do Brasil foram colocadas entre as melhores na oferta de cursos de educação executiva voltados para o público corporativo, segundo ranking divulgado ontem pelo jornal britânico “Financial Times”.

A Fundação Dom Cabral (FDC), que tem sede em Nova Lima, em Minas Gerais, ficou em 23º na lista das melhores escolas e em 27º lugar no ranking de programas fechados, feitos sob medida para companhias. O Insper, de São Paulo, garantiu a 38ª posição no ranking dos cursos abertos e ficou em 52º entre os programas customizados. Outras duas instituições brasileiras apareceram apenas nos rankings de cursos abertos: a Saint Paul Escola de Negócios, na 59ª posição, e a Fundação Instituto de Administração (FIA), em 69º lugar.

A FDC, apesar de ter sido bem-colocada no ranking mundial, vem caindo de posição nos últimos anos. Em 2012, a instituição ficou em oitavo lugar na lista e foi considerada a melhor entre as escolas da América Latina. Em 2010, a escola ficou na sexta posição, passando para a quinta em 2011. Em 2013, ela ficou em 23º lugar.

Dados. O ranking de educação executiva do “Financial Times” é o resultado da avaliação conjunta de dois outros rankings – o de Programas Customizados e o de Programas Abertos. Os critérios do ranking de educação executiva do jornal abrangem a opinião das empresas clientes das escolas no mundo todo, o que corresponde a 80% da avaliação. Os 20% restantes são dados enviados pelas próprias instituições de ensino.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave