Aéreas serão multadas por atraso

iG Minas Gerais |

Brasília. O diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Marcelo Guaranys, afirmou ontem que o órgão regulador irá reforçar o monitoramento dos serviços prestados aos passageiros durante a Copa do Mundo, mas dará ênfase na fiscalização de aeronaves e pilotos no cumprimento dos horários de ocupação dos slots nos aeroportos. Por isso, haverá multas pesadas em caso de atrasos e os pilotos de jatos executivos podem ter suas licenças suspensas.  

“Será inadmissível uma operação com atrasos, ou com pousos de um companhia em terminais onde não há slots para ela alocados”, afirmou Guaranys. De acordo com ele, haverá reforço de inspetores da Anac em 42 aeroportos, sendo 16 deles localizados nas cidades-sede da Copa, com até 1.000 servidores da agência envolvidos na operação. Caso o slot solicitado e autorizado não for utilizado, a companhia aérea poderá pagar uma multa de R$ 12 mil a R$ 30 mil. Multa por atraso pode ser de até R$ 90 mil.

Greve

Ameaça. Funcionários das aéreas Lan e TAM no Brasil, que formam o grupo Latam, ameaçam cruzar os braços durante a Copa, caso não sejam retomadas as negociações salariais.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave