Banana atirada rende multa de 40 mil euros à Atalanta

Torcedores jogaram uma banana no meia Kevin Constant e imitaram macaco direcionado a ele e Muntari

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Custou barato para a Atalanta a ação racista da sua torcida na partida contra o Milan, neste domingo, pelo Campeonato Italiano. Os torcedores da Atalanta jogaram uma banana no meia Kevin Constant e imitaram macaco para ofender Constant e Muntari, que são negros, mas a punição imposta pela liga que organiza o Campeonato Italiano foi uma singela multa de 40 mil euros.

Quando uma banana foi atirada em sua direção, aos 28 minutos do segundo tempo, Constant não chegou a imitar o brasileiro Daniel Alves. Mas, indignado, pegou a banana e a apresentou ao árbitro cobrando providências. Nigel De Jong e Philippe Mexes, ambos do Milan, levaram as frutas até o alambrado perto da torcida e aplaudiram ironicamente a atitude.

O juiz não tomou nenhuma medida, mas os fãs do time da casa foram advertidos pelo alto-falante do estádio de que o jogo seria interrompido em caso de novas manifestações discriminatórias.

No relatório da liga, consta que, aos 21 minutos do segundo tempo, os torcedores presentes ao setor do estádio denominado "curva norte" iniciaram um coro de "buuh buuh, buuh buuh" que, no entender da liga, era claramente um ato de discriminação contra Muntari e Constant por motivo de raça.

A liga ainda ressalta que o coro contou com boa parte das 6 mil pessoas presentes àquela parte do estádio. Mesmo assim, a pena foi mínima. Além de pagar 40 mil euros, a Atalanta jogará uma partida com a "curva norte" fechada.

Leia tudo sobre: racismomilanatalantaitaliabananamulta