Mulher é torturada e morta após suposto furto de comida

Ane Kelly Santos, de 26 anos, aparece em vídeo sendo atacada por cerca de três horas por cinco pessoas; alguns suspeitos já foram identificados

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A manicure Ane Kelly Santos, de 26 anos, foi sequestrada, torturada e assassinada porque teria furtado alimentos de uma casa em Barueri, na Grande São Paulo. Um vídeo entregue à Polícia Civil nesta sexta-feira (9), mostra Ane sendo torturada por cerca de três horas por cinco pessoas. Por causa das imagens a polícia conseguiu identificar três suspeitos, que foram presos na manhã deste domingo (11).

Jacson Nunes Pereira, de 21 anos, Valmir Lima de Oliveira, de 27 e Renata Fonseca da Silva, de 27, foram presos. Segundo a polícia, Renata é a dona da casa de onde a manicure e outra pessoa teriam furtado alimentos. De acordo com a equipe de investigação, no áudio da gravação entregue à polícia os indiciados teriam "decretado" também a morte da suposta cúmplice no furto.

Ane estava desaparecida desde o dia 25 de abril e a família já havia registrado um boletim de ocorrência no 2°DP de Barueri por causa do desaparecimento. Nas redes sociais, amigos e familiares prestam homenagens a manicure.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave