Empresário norte-americano coloca o Aston Villa à venda

Lerner ficou no comando do clube inglês durante oito anos

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Randy Lerner ficou no comando do clube inglês durante oito anos
Reprodução/Facebook
Randy Lerner ficou no comando do clube inglês durante oito anos

O empresário norte-americano Randy Lerner colocou o Aston Villa à venda nesta segunda-feira após oito anos no controle do clube inglês, dizendo que ele foi consumido por batalhas "semana a semana". Assim, as especulações sobre os planos de Lerner para o time de Birmingham, que foi campeão europeu em 1982, mas lutou contra o rebaixamento no Campeonato Inglês nesta temporada, estão encerrados com essa decisão.

Lerner, que já foi dono do Cleveland Browns da NFL, comprou o Aston Villa em 2006 por 62,2 milhões de libras e havia se comprometido a levar o clube novamente ao topo do futebol da Inglaterra. "Eu sinto que agora é a hora de procurar um novo proprietário e uma nova liderança", anunciou.

Durante o tempo de Lerner como proprietário, o Aston Villa chegou à final da Copa da Liga Inglesa em 2010, sendo derrotado pelo Manchester United, e terminou em sexto lugar no Campeonato Inglês por três temporadas consecutivas, entre 2008 e 2010, sob o comando do técnico Martin O'Neill.

Mas desde a saída do treinador em 2010, o Aston Villa caiu de rendimento. Com uma equipe jovem dirigida por Paul Lambert, o time apenas lutou contra o rebaixamento nos últimos dois anos. No Campeonato Inglês encerrado no último fim de semana, a equipe ficou somente na 15ª colocação.

"As últimas temporadas têm sido de batalhas semana a semana", disse Lerner. "Eu devo ao Villa o direito de seguir em frente, e procurar o frescor de uma liderança revigorada, se no meu coração eu sinto que já não posso fazer o trabalho".

O Aston Villa possui sete títulos do Campeonato Inglês, sendo o último deles conquistado em 1981, um ano antes de ser campeão da atual Liga dos Campeões da Europa, batendo o Bayern de Munique por 1 a 0 na decisão.

Leia tudo sobre: futebolesporteaston villavenda