Nishikori se torna 1º japonês a entrar no Top 10 da ATP

Com o feito, tenista também encerrou um longo jejum do tênis asiático, que não figurava entre os melhores desde 2004

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

tKei Nishikori, of Japan, looks down at a news conference after withdrawing from his semifinal match against Novak Djokovic due to a left groin injury at the Sony Open tennis tournament, Friday, March 28, 2014, in Key Biscayne, Fla. (AP Photo/Lynne Sladky)
Associated Press
tKei Nishikori, of Japan, looks down at a news conference after withdrawing from his semifinal match against Novak Djokovic due to a left groin injury at the Sony Open tennis tournament, Friday, March 28, 2014, in Key Biscayne, Fla. (AP Photo/Lynne Sladky)

Vice-campeão do Masters 1000 de Madri, no último domingo, quando abandonou a decisão contra o espanhol Rafael Nadal alegando dores nas costas, Kei Nishikori tem muito a comemorar nesta segunda-feira. Ele se tornou o primeiro tenista japonês a figurar no Top 10 do ranking da ATP ao subir três posições e atingir a nona colocação, com 2.860 pontos, na atualização da lista.

Além do feito inédito para o Japão, Nishikori também encerrou um longo jejum do tênis asiático, pois o último tenista do continente a estar entre os dez melhores do mundo havia sido o tailandês Paradorn Srichaphan, em março de 2004.

Campeão em Madri, onde levantou o 63º troféu da sua carreira, sendo o 27º de um Masters 1000, Nadal permanece na liderança do ranking, com os mesmos 12.900 pontos da atualização anterior, mas agora com 1.870 pontos de vantagem para o segundo colocado, o sérvio Novak Djokovic, que não atuou na Espanha na semana passada e descartou dez pontos da sua derrota na estreia em 2013.

A vantagem é suficiente para manter Nadal na liderança do ranking até Roland Garros, pois o espanhol defende nesta semana os mil pontos relativos ao título do ano passado do Masters 1000 de Roma, enquanto Djokovic descartará os 180 das quartas de final de 2013.

O suíço Stanislas Wawrinka permanece na terceira colocação, mas agora com 5.785 pontos, pois defendia o vice-campeonato do ano passado em Madri e acabou perdendo no seu jogo de estreia. Assim, agora ele está mais ameaçado pelo compatriota Roger Federer, em quarto lugar no ranking, agora com 5.715 pontos, após não jogar na Espanha e descartar 90 pontos das oitavas de final de 2013.

Semifinalista em Madri, o espanhol David Ferrer chegou aos 5.030 pontos, na quinta colocação, seguido pelo tcheco Tomas Berdych, com 4.600, pelo argentino Juan Martin del Potro, com 4.215, e pelo britânico Andy Murray, com 3.950. Atrás do nono Nishikori, o canadense Milos Raonic fecha o Top 10 do ranking da ATP.

O letão Ernests Gulbis ganhou três posições e agora é o 17º colocado após avançar até as quartas de final em Madri. Semifinalista, o espanhol Roberto Agut saltou do 45º para o 28º lugar. Já o colombiano Santiago Giraldo, que parou nas quartas de final, ganhou dez postos e agora está na 36ª posição.

Melhor tenista do Brasil no ranking, Thomaz Bellucci somou 16 pontos por ter avançado até a última rodada do qualifying do Masters 1000 de Madrid e ascendeu duas posições, para o 109º lugar, com 540 pontos. Assim, ele está 42 atrás do 100º colocado, o alemão Tobias Kamke.

Confira a classificação atualizada do ranking da ATP:

1º - Rafael Nadal (ESP), 12.900 pontos

2º - Novak Djokovic (SER), 11.030

3º - Stanislas Wawrinka (SUI), 5.785

4º - Roger Federer (SUI), 5.715

5º - David Ferrer (ESP), 5.030

6º - Tomas Berdych (RCH), 4.600

7º - Juan Martin Del Potro (ARG), 4.215

8º - Andy Murray (GBR), 3.950

9º - Kei Nishikori (JAP), 2.860

10º - Milos Raonic (CAN), 2.625

11º - John Isner (EUA), 2.600

12º - Richard Gasquet (FRA), 2.535

13º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.235

14º - Grigor Dimitrov (BUL), 2.200

15º - Fabio Fognini (ITA), 2.190

16º - Mikhail Youzhny (RUS), 2.020

17º - Ernests Gulbis (LET), 1.915

18º - Tommy Robredo (ESP), 1.855

19º - Tommy Haas (ALE), 1.835

20º - Kevin Anderson (AFS), 1.755

109º - Thomaz Bellucci (BRA), 540

147º - João Souza (BRA), 395

176º - Rogério Dutra Silva (BRA), 305

Leia tudo sobre: nishikoriprimeirojaponestop 10atptenis