Economistas preveem inflação abaixo do teto da meta em 2014

As expectativas de que a inflação vai ficar dentro do intervalo planejado pelo governo influenciam a confiança de consumidores e empresários, que podem alterar decisões de compra e investimento

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

 A inflação deve terminar o ano levemente abaixo do teto da meta oficial estabelecida pelo governo, de 6,5%, segundo nova previsão do mercado divulgada nesta segunda-feira (12).

A avaliação dos economistas de que o IPCA, índice oficial de preços, alcance 6,39% em 2014 é mais otimista do que a apresentada até então. Pelas previsões divulgadas nas últimas duas semanas, havia expectativa de que a inflação atingisse o teto da meta neste ano.

As expectativas de que a inflação vai ficar dentro do intervalo planejado pelo governo influenciam a confiança de consumidores e empresários, que podem alterar decisões de compra e investimento. O IPCA de abril, divulgado na semana passada, mostrou uma desaceleração depois do pico atingido em março, quando chegou ao maior nível para o mês desde 2003.

Uma alta mais contida dos alimentos ajudou a arrefecer o ritmo do índice geral no mês. Ainda assim economistas mostram preocupação com a inflação ao longo dos próximos meses.

No acumulado em 12 meses até abril, o IPCA está muito perto do teto da meta (6,28%), com itens como alimentos e educação já acima desse nível. Resta ainda apreensão com o custo da energia, pressionado pela seca que obrigou o governo a lançar mão das termelétricas, mais caras.

Leia tudo sobre: InflaçãometaprevisãomercadopesquisaPrevisãoIPCA