As ressurreições são dos espíritos e não dos corpos

iG Minas Gerais |

DUKE
undefined

A crença tradicional da ressurreição do corpo ou da carne entusiasma as pessoas simples e de baixa escolaridade, mas enfraquece as de melhor instrução. É necessário que os líderes religiosos valorizem mais os seus rebanhos de fiéis, pois eles não são rebanhos de quadrúpedes! Enganam-se esses líderes religiosos, às vezes, não muito sinceros, pois o povo, hoje, está cada vez mais sabedor das coisas. Daí que muitas igrejas ou templos estão bem vazios e com saídas constantes de fiéis buscando outras “verdades” em outras igrejas. Muitos cristãos creem pouco nas suas doutrinas, que ficam fracas para manterem-nos no caminho do bem. É o que acontece no Brasil, a maior nação católica do mundo, mas que é um país de muita corrupção política, com muitos roubos e assassinatos. É mesmo um país sem lei! Falta aqui o verdadeiro cristianismo, que está nos evangelhos e não nas doutrinas, às vezes, fantasiosas, criadas pelos teólogos antigos e sustentadas pelos que vieram depois deles e até pelos de hoje. É triste dizer isso, mas o digo justamente porque é verdade! A ressurreição do próprio corpo físico dá um impacto muito grande, no sentido de que é um fato miraculoso ou sobrenatural. E isso é um prato cheio para a confirmação da existência do milagre, que tradicionalmente é tido como sendo causado pela interferência direta de Deus, o que não é bem verdade. E as próprias igrejas cristãs definem o milagre como sendo um fato para o qual a ciência não tem explicação. Então, se pensarmos bem, o milagre é fruto da ignorância, pois só existe enquanto não haja uma explicação para ele. Acontece que a ciência, cada vez mais avançada, vai explicando as causas desses fenômenos tidos como miraculosos. E nisso, a ciência espírita é pioneira, pois ela é uma religião científica. Assim, por exemplo, o fenômeno tido como milagroso e chamado pela Igreja de bilocação (presença de um indivíduo em dois locais diferentes ao mesmo tempo), hoje, é explicado pela parapsicologia e pela doutrina espírita como sendo causado pelo dom espiritual ou mediúnico da pessoa, que pode ser até ateia. E seu novo nome dado por Kardec e a parapsicologia é desdobramento. E assim, um caso que, por superstição, no passado era tido como sobrenatural, na verdade é um fato natural. Do que acabamos de ver, podemos até concluir que os ateus não creem em milagres, mas creem nos fenômenos mediúnicos. Que reviravolta! Existe uma doutrina de que Jesus ressuscitou ou subiu aos céus pelo seu próprio poder e que, com isso, Ele é também Deus. Duas inverdades juntas, pois vejamos o que ensina o apóstolo Paulo: “Deus ressuscitou ao Senhor e também nos ressuscitará a nós pelo seu poder” (1 Coríntios 6: 14). “Semeia-se corpo natural, ressuscita corpo espiritual. Se há corpo natural, há também corpo espiritual” (1 Coríntios 15: 44). “Carne e sangue não podem herdar o reino dos céus” (1 Coríntios 15: 50). Por acaso os santos da Igreja e os espíritos angélicos puros dos espíritas vão ter corpos lá no mundo espiritual? Realmente, as ressurreições, inclusive a de Jesus, são dos espíritos e não dos corpos. Aliás, no mundo espiritual não há lugar para a matéria densa do nosso mundo físico, caso contrário, ele não seria espiritual! Seicho-No-Ie, “Seminário da Luz”, em 8.6.2014. Orientadora: preletora da Sede Internacional, Marie Murakami. Local: Chevrolet Hall, avenida Nossa Senhora do Carmo, 230, Savassi, das 10h às 16h30. Contato: (31) 3411-7411.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave