UPCN tira peso das costas após vencer 'atravessado' Sada Cruzeiro

Equipe de San Juán havia perdido vários confrontos para os celestes nos últimos anos

iG Minas Gerais | Daniel Ottoni |

Sada Cruzeiro e UPCN fizeram um grande duelo no Mineirinho, neste sábado, que terminou com vitória dos argentinos
LEO FONTES / O TEMPO
Sada Cruzeiro e UPCN fizeram um grande duelo no Mineirinho, neste sábado, que terminou com vitória dos argentinos

Após embates duros e raras vitórias contra o Sada Cruzeiro, o time do UPCN não escondeu que o time celeste estava engasgado na garganta. Após vitória sobre os mineiros, a equipe de San Juán conquistou a medalha de bronze no Mundial de clubes.

“Estavam sim atravessados. Cansamos de perder para eles e sempre os aplaudíamos pelos feitos. Reconhecemos a superioridade deles e agora chega a nossa hora. No Sul-Americano também foi complicado, abrimos dois a zero e eles viraram. Queríamos este posto mais que tudo”, pontua o técnico Fabián Armoa, lembrando de apenas um dos triunfos mineiros sobre os portenhos.

O central brasileiro Junior, da equipe argentina, também revela o peso tirado das costas após o último ponto. “Eles são bons demais e encheu o saco perder tantas vezes seguidas. Quando eles querem, eles vão pra cima e fica difícil segurar. A gente tem um grande respeito pelo Sada Cruzeiro, mas ali dentro é cada um lutando pelo seu pão”, comenta o meio-de-rede.

O jogador falou sobre brincadeiras na rede com os celestes, acostumados a ganhar campeonatos. “Eles já venceram tudo e eu provocava, no bom sentido, o Wallace, durante o jogo, pedindo para eles tirarem o pé do acelerador. Nosso time foi guerreiro demais e esse resultado é fruto de muito esforço”, analisa.

O retorno para o país vizinho promete muita festa e pouco sono. “O clube vai estar uma loucura. Já tem dirigente ligando para todos lá para contar do resultado. Conhecemos a torcida como conheço, não tenho nem previsão do que vai acontecer. Vamos chegar meia-noite, somente, mas a festa vai ser grande”, garante o gigante de Salvador.  

Leia tudo sobre: Fabian ArmoaUPCNvoleiMundial de Clubes