Wallace diz que time não entrou abalado e dá mérito aos argentinos

UPCN venceu a disputa pelo terceiro lugar do Mundial de Clubes de vôlei neste sábado, no Mineirinho

iG Minas Gerais | Débora Ferreira |

Sada Cruzeiro e UPCN fizeram um grande duelo no Mineirinho, neste sábado, que terminou com vitória dos argentinos
LEO FONTES / O TEMPO
Sada Cruzeiro e UPCN fizeram um grande duelo no Mineirinho, neste sábado, que terminou com vitória dos argentinos

Muito diferente da postura assumida em quadra na última sexta-feira, o Sada Cruzeiro perdeu os dois primeiros sets, mas logo recuperou seu estilo característico de jogo e brigou de igual para igual com o UPCN-ARG na disputa pelo terceiro lugar.

Segundo o oposto Wallace, o mau resultado do dia anterior em nada influenciou o modo de o time jogar a decisão, e disse que vitória argentina foi mesmo mérito dos adversários, que saíram na frente.

“O resultado de ontem (sexta-feira) não influenciou em nada, entramos pra ganhar. Sabemos das dificuldades que estamos tendo e não foi diferente. Eles jogaram melhor, mereceram a medalha de bronze”, explicou.

Se tivesse avançado à final, esta seria a décima sexta vez que os celestes estariam em uma decisão, mas na opinião do jogador, nem todos os resultados vão ser sempre positivos. “Não existe equipe imbatível, não somos de ferro, nem máquina para sairmos ganhando sempre”, completou.

Leia tudo sobre: WallaceSada CruzeiroMundial de Clubes de vôleiUPCN