Com interino, Palmeiras volta a vencer

Depois de três derrotas seguidas, equipe do Parque Antártica leva a melhor diante do Goiás

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

No primeiro jogo sob o comando interino do ex-lateral-direito Alberto, agora conhecido como Alberto Valentim, a equipe alviverde, neste sábado, não correu riscos e venceu o Goiás por 2 a 0, num Pacaembu recebendo menos de 7 mil pagantes.

O jogo foi válido pela quarta rodada do Brasileirão e contou com um gol irregular de Lúcio, que mudou a história da partida - até então os visitantes jogavam melhor.

Com a segunda vitória na competição, o Palmeiras foi a seis pontos, no sétimo lugar. Quarta, novamente no Pacaembu, pega o Sampaio Corrêa para tentar reverter a derrota no Maranhão e avançar na Copa do Brasil.

Depois, no domingo que vem, vai à Bahia para pegar o Vitória na quinta rodada do Brasileirão, em Pituaçu.

Já o Goiás, que segue em quarto, com sete pontos, conheceu sua primeira derrota no Brasileirão - vinha de duas vitórias seguidas. Eliminado da Copa do Brasil na primeira rodada, pelo Botafogo-PB, só pensa no Brasileiro. Na quarta, em jogo isolado da quinta rodada, recebe o Botafogo em Juiz de Fora (MG), cumprindo punição de perda de mando de campo.

O jogo

Membro da comissão técnica permanente do Palmeiras, Alberto Valentim mostrou, de cara, que não concordava com algumas opções de Gilson Kleina. Tanto que barrou Juninho e Josimar, apostando no lateral-esquerdo William Matheus e no volante Renato. Também deixou o zagueiro Thiago Alves, várias vezes titular, fora até da lista de relacionados.

Apesar das mudanças, o Palmeiras via o Goiás ser melhor no início do jogo, ameaçando principalmente com Vítor, ex-atleta do clube. Aos 15, porém, o time da casa abriu o placar pelo alto. William Matheus bateu falta na área e Lúcio marcou o primeiro dele com a camisa do Palmeiras. O pentacampeão, estava nitidamente impedido.

O gol fez o Palmeiras ganhar confiança e passar a mandar no jogo principalmente graças à participação de Leandro e Valdivia. De tanto insistir, o time da casa fez o segundo, de uma maneira inusitada. William Matheus bateu lateral direto para a área, a zaga do Goiás marcou mal e Henrique fez de cabeça, de costas para o gol.

Em três jogos, o centroavante vindo da Portuguesa fez três gols. Nos dois primeiros, o gol dele foi a chave para os rivais (Flamengo e Sampaio Corrêa) virassem o placar. Neste sábado, o temor era que a história se repetisse.

Buscando a virada, o Goiás voltou com Léo Bonatini e Esquerdinha na equipe. As mudanças deixaram o time esmeraldino mais ofensivo buscando o gol. Faltava, porém, capricho no último passe, algo visto também na equipe da casa. Por deficiência principalmente dos armadores, o jogo caminhava moroso.

Quando Valdivia acertou a jogada, deixou Marcelo Oliveira na cara do gol. O zagueiro, porém, mandou para longe. O garoto Chico entrou para fazer sua estreia, Wesley deu lugar a Josimar, mas nada mudou de nenhum dos lados. Fábio, substituto de Fernando Prass, terminou o jogo sem sujar o uniforme.

Ficha Técnica:

Palmeiras 2 X 0 Goiás

Palmeiras - Fábio; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e William Matheus; Renato, Wesley (Josimar) e Valdivia; Diogo, Leandro (Chico) e Henrique (Juninho). Técnico - Alberto Valentim (interino).

Goiás - Renan; Vítor (Esquerdinha), Jackson, Alex Alves e Lima; Amaral, Thiago Mendes, David e Ramon; Araújo (Léo Bonatini) e Erik (Danilo). Técnico - Ricardo Drubscky.

Gols - Lúcio, aos 15, e Henrique, aos 31 minutos do primeiro tempo.

Árbitro - Felipe Gomes da Silva (PR).

Cartões amarelos - Fábio, Lúcio, Wesley, Valdivia, Henrique (Palmeiras), Jackson, Alex Alves e Amaral (Goiás).

Renda - R$ 270.527,50.

Público - 6.454 pagantes.

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave