Pierre admite pressão, mas aponta: "Cruzeiro não tem nada de reserva"

Volante só espera a vitória em casa neste domingo para ver a alegria voltar à Cidade do Galo e as preocupações ficarem apenas no passado

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

O Atlético vive um momento conturbado na temporada após perder a final do Campeonato Mineiro para o arquirrival Cruzeiro e ser eliminado nas oitavas de final da Copa Libertadores, e, claro, a pressão em cima dos jogadores é cada vez maior. Além disto, o Galo terá pela frente neste fim de semana o clássico mineiro diante de uma equipe celeste reserva, fato que teoricamente aumenta a obrigação atleticana de vencer.

Diante desta realidade, o volante alvinegro Pierre só espera a vitória em casa neste domingo para ver a alegria voltar à Cidade do Galo e as preocupações ficarem apenas no passado.

“A necessidade e a responsabilidade maior é nossa. Tivemos uma boa semana de trabalho. Agora é por em pratica o que treinamos, pois precisamos muito da vitória”, disse Pierre.

“Temos de ter a confiança de volta. O que faz o ambiente ficar bacana é a vitória. A partir do momento que vem as derrotas vem a desconfiança. Para ter uma sequencia positiva é muito importante essa vitória”, completou.

O necessário triunfo no fim de semana pode ser facilitado pela situação do rival, que escalará o time B. Contudo, para Pierre, o grupo do Cruzeiro é forte e os jogadores que pisarão o gramado do Independência já mostraram que são capazes de grandes feitos.

“Se a gente parar para pensar no Cruzeiro não tem nada de reserva, são jogadores que estão atuando durante o ano. Então a nossa responsabilidade é a mesma de vencer”, comentou o volante.

Atlético e Cruzeiro se enfrentam neste domingo na Arena Independência em partida marcada para iniciar às 16h.

Leia tudo sobre: futebol nacionalatléticogalocampeonato brasileirocruzeiroraposaclássico