Rapha quer dar trabalho ao Belogorie Belgorod na final

Levantador brasileiro reconhece favoritismo do rival russo, mas afirma que equipe do Catar vai com tudo para decidir o título

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Rapha destacou a eficiência do Al-Rayyan no fundamento ataque como capital para vitória
Divulgação
Rapha destacou a eficiência do Al-Rayyan no fundamento ataque como capital para vitória

O recém-formado grupo do Al-Rayyan já se deu bem ao se classificar para a final do Mundial deste ano, mas garante que dará muito trabalho também para os russos do Belogorie Belgorod-RUS na final, neste sábado, às 19h. Bom para o time será a presença do levantador brasileiro Rapha, que estava no Halbank-TUR, vice-campeão da Champions League, e já conhece o estilo de jogo dos adversários.

Ciente do desafio, Rapha diz que o clube vai enfrentar mesmo os grandes favoritos e tentará sair de Belo Horizonte com o título do campeonato.

“Será muito difícil. Eu joguei contra eles lá na final da Champions League, e é um time muito forte. A gente vai ser um franco-atirador, vamos chegar com muito respeito, claro, mas para ganharem, vão ter que jogar muito, porque a gente vai querer ganhar também. Sem hipocrisia, eles são os favoritos, mas vamos tentar de qualquer jeito”, declarou o jogador.

Embora tenho sido bastante contestada a presença das estrelas contratadas apenas para a disputa da competição, Rapha vê com bons olhos a criação do grupo, que teria “incrementado” o campeonato de vôlei.

“É a chance que eles têm de fazer um time forte, de montar um time para disputar o campeonato. Infelizmente eles não têm uma liga forte lá no Catar, e acho que se isso é permitido, é um espetáculo para o voleibol. Acho que isso traz mais estrelas para o campeonato, é um espetáculo para quem está vendo, quanto mais jogadores estiverem vindo para jogar é melhor. Se o campeonato pode ter mais glamour, eu concordo”, concluiu o levantador.

Leia tudo sobre: voleimundial de clubesraphaquersurpreenderbelogorie belgorod