Vitória para mudar o clima

Há seis jogos sem vencer, jogadores querem mudar situação do time no clássico de amanhã

iG Minas Gerais | Fernando Almeida e Thiago Prata |

Pressão. Após eliminação da Libertadores e derrotas no Brasileirão, alvinegros querem vitória no clássico para mudar clima tenso do CT
douglas magno
Pressão. Após eliminação da Libertadores e derrotas no Brasileirão, alvinegros querem vitória no clássico para mudar clima tenso do CT

Em 2013, havia seriedade e foco. Mas também existia alegria, risos e muita confiança. Era assim o ambiente de trabalho na Cidade do Galo, tendo Cuca no comando. O resultado deste misto de empenho árduo e descontração foram os títulos da Libertadores e do Mineiro. Em 2014, o clima é outro, mais pesado e sem festa. Só que no meio de um cenário desolador, surge a esperança de vencer o clássico de amanhã, contra o Cruzeiro, tido como um divisor de águas na caminhada do time na temporada.

Com Paulo Autuori, a equipe alvinegra passou por maus bocados, teve uma queda brusca de rendimento em campo, perdeu o Estadual para o Cruzeiro e sofreu um revés para o Atlético Nacional-COL, em Medellín, que acabou sendo crucial para a eliminação nas oitavas de final da Copa Libertadores. Com isso, vieram as cobranças, sobretudo para antigos heróis, como Ronaldinho, Diego Tardelli e Jô.

Para tentar salvar a pátria, o presidente do Galo, Alexandre Kalil, alterou o comando técnico do time. A vinda de Levir foi vista com bons olhos pela torcida. Mas o ambiente na Cidade do Galo continua nebuloso. E isso ficou claro, tanto na polêmica envolvendo Culpi e Tardelli – já solucionada, segundo os alvinegros –, quanto nos treinos do dia a dia.

As brincadeiras do ano passado deram lugar a entradas mais ríspidas e palavrões nos trabalhos desta semana na Cidade do Galo. E não é para menos. Há um mês, o time não sabe o que é vencer – já são três derrotas e três empates.

Diante deste cenário, nada melhor do que um triunfo em cima do maior rival para a retomada do bom ambiente e iniciar uma arrancada no Brasileirão.

“A equipe não vence há alguns jogos. Não tínhamos vivido momentos assim, de passar tantos jogos sem vencer. Todo mundo quer voltar a vencer, mudar esse clima e dar uma tranquilidade”, ressaltou o atacante Fernandinho.

Até agora, o Galo não ganhou no Brasileiro. Mas depois de empatar com o Corinthians, em 0 a 0, e perder para Grêmio, por 2 a1, num duelo em que o tricolor utilizou a equipe reserva, e para o Goiás, por 1 a 0, pode vir a redenção.

“(Vencer o clássico) pode representar uma auto-confiança, um rumo diferente, até meio que imediatamente. Um resultado positivo pode mudar o rumo. Não sei o que pode acontecer, mas já vi isso acontecer. Muda a atmosfera”, declarou Levir Culpi.

Notícia boa

Risadas. Em meio aos semblantes fechados dos jogadores, veio a convocação do goleiro Victor e do atacante Jô para a seleção que disputará a Copa do Mund. A melhor notícia da semana no Atlético.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave