Argentina cria biocombustível coletando pum de gado

Material será armazenado em mochila de metano e separado de outros gases até virar fonte limpa

iG Minas Gerais |

Sistema. Um tubo será ingerido no sistema digestório do animal e coletará o metano produzido
Andres KudackI/ap photo – 28.9.2013
Sistema. Um tubo será ingerido no sistema digestório do animal e coletará o metano produzido

Buenos Aires, Argentina. O metano é um dos gases que contribui para o efeito estufa e 28% do metano produzido no mundo vem dos gases liberados por animais ruminantes, segundo o Painel intergovernamental em mudanca do clima (IPCC). É pensando nisso que o Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria (Inta), da Argentina, desenvolveu uma mochila para vacas e bois que contém o metano produzido pelos ruminantes e liberado no pum do animal.

O objetivo da agência argentina não é somente coletar o gás, mas transformá-lo em biocombustível. Assim, a iniciativa inédita do país livra a atmosfera de mais emissões de metano e produz energia limpa.

Como funciona. O mecanismo para “capturar” o gás envolve um tubo que é inserido no sistema digestório do animal e coleta todo o metano produzido. O tubo leva o metano até uma sacola inflável que fica no dorso do animal. Cada saco comporta até 1.200 litros dos vários tipos de gases eliminados pelo bicho. Quando cheio, ele é levado para o laboratório, onde os cerca de 300 livros de metano são separados, comprimidos e guardados, já prontos para o uso.

De acordo com o Inta, a tecnologia já foi desenvolvida e a equipe já concluiu que o conceito pode ser usado para um projeto em larga escola. Mas, apesar do potencial ambiental e econômico, há ainda a necessidade de resolver a questão do bem-estar do animal.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave