Minha mãe está online, e agora?

Para deixá-las conectadas com as novas tecnologias, filho precisa ser professor e ter muita paciência

iG Minas Gerais | Da redação |

Seja postando mensagens nas redes sociais, baixando receitas novas em sites culinários e até fazendo uma jogatina online. A figura da mamãe atrás do computador já é uma realidade, mas nem sempre os filhos têm paciência para lidar com a situação, ou tempo para deixar elas mais conectadas.

E se você é daqueles que fazem tudo para deixar a pessoa mais importante do mundo feliz, publica algumas dicas para ajudá-las a quebrar essa misteriosa “barreira tecnológica”.O TEMPO

É bom lembrar que, antes de começar, é preciso ter muita paciência para ensiná-las a usar um novo dispositivo. Estressar a relação pode fazê-las rejeitar mais facilmente o novo brinquedo.

Na ativa. Segundo pesquisa feita pelo Ibope Media, em 2013, quase a metade das mães brasileiras já está acessando a internet e as redes sociais diariamente.

Entre as mães conectadas, a pesquisa afirma que 39% das mães acessam a rede em busca de informações, enquanto 29% disseram navegar na rede para acessar conteúdos relacionados a entretenimento. Num recorte da pesquisa com apenas mães que trabalham, o Ibope Media detectou que 46% acessam a rede para se informarem e 27% utilizam a rede para se divertirem.

O avanço tecnológico também significa que está mais fácil inserir digitalmente as pessoas que ainda não tiveram amplo contato com a internet. Porém, novos produtos mais intuitivos e com formatos diferenciados, como os 2 em 1, enchem o mercado com opções para todos os gostos e estilos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave