Para radicalizar

Esportes radicais e belezas singulares

iG Minas Gerais | JOÃO PAULO COSTA |

Canoagem no cânion do São Francisco, nas imediações da cidade de Paulo Afonso
RITA BARRETO BAHIATURSA/DIVULGAÇÃO
Canoagem no cânion do São Francisco, nas imediações da cidade de Paulo Afonso

Os lagos e cânions do Vale do São Francisco são simplesmente fascinantes. Quem visita esses locais logo percebe porque tantos escritores e cineastas fazem reverência ao Velho Chico e à região.

Nesse apaixonante reduto, cidades como Paulo Afonso, Glória, Correntina, Abaré, São Desidério, Rodelas e Santa Brígida oferecem inúmeros atrativos de lazer aos visitantes, desde trilhas e variados esportes radicais até agradáveis noites em barzinhos e convidativos restaurantes.

Paulo Afonso

Por possuir um grande potencial para a aventura e o ecoturismo, a cidade de Paulo Afonso, que possui um rico artesanato, é uma das que mais atrai turistas na região. Nela, o visitante pode praticar esportes radicais e competições náuticas, fazer trilhas e passeios pelo cânion do rio São Francisco, além de visitas aos polos de piscicultura e à hidrelétrica de Paulo Afonso, gerida pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf).

Na região, que já serviu de refúgio para Lampião, Maria Bonita e seu bando, o turista conta, ainda, com um sedutor roteiro ao Raso da Catarina, a maior reserva de caatinga do mundo, e subida à serra do Umbuzeiro.

Com inúmeros rios, cachoeiras e potencial para a prática de trekking, Correntina é um dos principais destinos da região, assim como São Desidério, onde se visita cavernas e grutas com pinturas rupestres.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave