Walter muda tom e diz aceitar a reserva no Fluminense

Jogador também avaliou que o técnico Cristóvão Borges conseguiu montar o time ideal no Tricolor

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Walter treinou com os reservas e mais uma vez foi uma atração a parte
NELSON PEREZ/FLUMINENSE
Walter treinou com os reservas e mais uma vez foi uma atração a parte

Quase duas semanas após reclamar publicamente da reserva no Fluminense, o atacante Walter mudou o tom. Nesta sexta-feira, ele falou pela primeira vez sobre o episódio e reconheceu que a dupla titular, formada por Rafael Sóbis e Fred, passa por um bom momento. Mais do que isso: o jogador também avaliou que o técnico Cristóvão Borges conseguiu montar o time ideal.

"O grupo está fechado, os 11 (titulares) estão muito bem, focados. Tenho de ficar na reserva mesmo", disse Walter, resignado. "Sabia que iria vir e não seria titular. Vim consciente. Poderia ter ido para outros times, que me fizeram propostas, e ser titular. Vim sabendo que era para ajudar. Quero e vou, cada vez mais", continuou o atacante.

Contratado no começo desta temporada pelo Fluminense, Walter revelou que recebeu nos últimos dias sondagens de alguns clubes do país - o Grêmio seria um deles -, mas disse que não houve uma proposta mais concreta. E classificou como "mentirosa" a notícia veiculada nesta semana de que havia sido chamado por Rafael Sóbis e Fred para uma conversa sobre a titularidade no ataque.

"Aquilo é uma mentira. O Fred e o Sóbis não falaram sobre isso. Ninguém me chamou. Jamais eles fariam isso para a imprensa ver. Eles têm caráter. Quero ver ter prova do assunto. Não aconteceu" garantiu Walter. "O único que falou foi o professor Cristóvão. A cabeça do treinador é melhor do que a do jogador. Isso já passou. Fiquei no banco com o Renato e nunca falei nada. Quero ajudar sempre", completou o atacante.

Leia tudo sobre: walterfluminensetricolor das laranjeiras