Sigilo bancário e telefônico de Eike é quebrado

Objetivo do Ministério Público é investigar as movimentações financeiras e as declarações apresentadas pelo empresário à receita federal

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Justiça decreta quebra de sigilo bancário e telefônico de Eike Batista
ESTADÃO CONTEÚDO
Justiça decreta quebra de sigilo bancário e telefônico de Eike Batista

O empresário Eike Batista  teve os sigilos bancários e telefônicos quebrados nesta sexta-feira (9). A decisão está ligada a medida proposta na quinta-feira (8) por promotores do Rio de Janeiro que pediram à Justiça Federal o congelamento dos bens do empresário. A decisão foi tomada pela 3ª Vara Criminal do Rio.

O objetivo do Ministério Público é investigar as movimentações financeiras e as declarações apresentadas pelo empresário à receita federal.

Ainda foi expedido um mandado de busca e apreensão para a casa de Eike, porém a solicitação foi negada pelo  juiz Flávio Roberto de Souza 3ª Vara de Justiça Federal. 

Entenda 

O bloqueio dos bens do empresário foi solicitado, nesta quinta-feira (8), em função de uma investigação da Polícia Federal do Rio, realizada desde o dia 17 de abril, devido a possibilidade de Eike ter cometido os crimes de manipulação de mercado, lavagem de dinheiro e de uso de informações privilegiadas.

O inquérito foi instaurado a pedido do Ministério Público Federal, com base nas conclusões do relatório elaborado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), reguladora do mercado de capitais. Na mira estão negociações de ações supostamente irregulares, enquanto Eike estava à frente da petroleira OGX (rebatizada de Óleo e Gás Participações).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave