Diamond League começa com Keila Costa em último

Única brasileira na prova não começou bem a disputa

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

A Diamond League, circuito de atletismo que reúne a nata da modalidade, começou nesta sexta-feira, em Doha (Catar), com apenas uma brasileira competindo. Keila Costa participou do salto triplo e terminou na oitava e última colocação, com 13 61m. A vitória na prova ficou com Caterine Ibarguen, que saltou 14,43m para fazer a melhor marca da temporada e o recorde de etapa.

De qualquer forma, a marca de Keila não é nem a melhor dela na temporada, uma vez que saltou 13,65m nos Jogos Sul-Americanos. A liderança do ranking nacional é da juvenil Núbia Soares, que alcançou 13,68m, quarta à noite, no GP Uberlândia de Atletismo.

Como é a primeira grande competição do ano em estádios abertos, a etapa de Doha da Diamond League teve diversas marcas que são as melhores da temporada. É o caso dos Eunice Jepkoech Sum, do Quênia, que venceu os 800m no feminino com 1min59s33. Nos 400m para os homens, prova forte, com vitória de Lashawn Merritt (EUA) e o tempo de 44s44.

O grande destaque do dia, porém, foi a prova de salto em altura, na qual o russo Ivan Ukhov passou o sarrafo a 2,41m logo na primeira tentativa e bateu o recorde da Diamond League. Ele ficou a um centímetro do recorde europeu, que dura 27 anos, e a quatro do recorde mundial do cubano Javier Sotomayor, que vem desde 1993. Assim, se tornou o terceiro maior da história. Só cinco vezes (a última delas em 1994) alguém saltou mais alto que o russo.

No salto com vara, Fabiana Murer viu algumas de suas principais rivais competirem. A vitória ficou com a grega Nikoleta Kyriakopoulou, com 4,63m superando até a cubana Yarisley Silva, que ficou em 4,53m.

As provas mais aguardas, porém, eram as de velocidade. Nos 100m feminino, Shelly-Ann Fraser-Pryce, da Jamaica, venceu com 11s13. Entre os homens, nos 200m, a vitória foi de Nickel Ashmeade, também jamaicano, com 20s13.

Leia tudo sobre: diamond leagueatletismoesporte