Ao abordar grupo, PM prende homem envolvido em três homicídios

Suspeito, que negou ter participado dos crimes, acreditava que o mandado de prisão seria por não ter pago pensão alimentícia

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Suspeito estava com amigos na porta de seu bar, na rua Dona Bala, quando foi abordado pela polícia
Reprodução/Google Street View
Suspeito estava com amigos na porta de seu bar, na rua Dona Bala, quando foi abordado pela polícia

Ao abordar um grupo de amigos na frente de um bar, localizado no bairro Floresta, na cidade de Matozinhos, na região metropolitana de Belo Horizonte, a Polícia Militar (PM) acabou descobrindo que o proprietário do estabelecimento possuía um mandado de prisão em aberto por suspeita de envolvimento em três homicídios. 

O cabo Juarez Júlio de Souza, da 198ª Companhia do 36º batalhão da PM, conta que a viatura fazia patrulhamento na região quando viu o grupo de amigos na rua Dona Bala, em frente à um bar, e resolveu fazer a abordagem. "Verificamos a situação de todos eles e, ao chegar no dono do estabelecimento, Fábio Corrêa Borges, de 32 anos, vimos que ele tinha o mandado em aberto", conta o militar. 

Com isso, o dono do bar foi levado para a delegacia da cidade, sendo que no caminho ele dizia acreditar que seria por conta de falta de pagamento de pensão alimentícia. "Mas quando chegamos lá verificamos que, na verdade, tratava-se de um mandado por suspeita em três homicídios, ocorridos em Betim, no ano de 2007", explica o cabo Souza. 

O suspeito negou envolvimento em dois dos crimes, dizendo ter presenciado apenas um, quando o autor matou um rapaz e tirou a própria vida em seguida, sendo que ele não é o autor. "Como a justiça expediu o mandado, nós o conduzimos. Mas na região ele é conhecido por ser uma pessoas tranquila. Em Matozinhos ele nunca fez nada de errado. Tem este bar há cerca de 5 anos", lembrou o policial.