Antes de clássico, Mano Menezes minimiza polêmica do Paulista

Treinador afirmou, durante o Estadual, que São Paulo tinha entregado jogo para o Ituano afim de eliminar o Corinthians do torneio

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Mano Menezes minimizou polêmica do Campeonato Paulista
REPRODUÇÃO/AGÊNCIA CORINTHIANS
Mano Menezes minimizou polêmica do Campeonato Paulista

O técnico Mano Menezes ficou incomodado ao tocar num único assunto na entrevista coletiva desta sexta-feira: a polêmica declaração que deu na reta final do Campeonato Paulista, quando ele insinuou que o São Paulo havia entregado o jogo para o Ituano, resultado que eliminou o Corinthians da competição. Neste domingo, os rivais se enfrentam pela quarta rodada do Brasileirão e o treinador preferiu não apimentar o clássico.

"O que passou, passou, a gente colocou as opiniões que todos tínhamos, e foram opiniões diferentes, mas existe um respeito para um jogo deste tamanho, e não estamos jogando o Campeonato Brasileiro contra o São Paulo, e sim contra outras 19 equipes", afirmou.

Mano, entretanto, não quis responder a pergunta de um jornalista que o questionou se ele acha que o São Paulo iria entrar em campo com mais vontade depois do aconteceu. "Isto vocês têm que passar lá e perguntar para eles. Nós vamos estar motivados, queremos manter a produção como equipe e um adversário desta grandeza merece nossa atenção."

Em outro momento da coletiva de imprensa, Mano foi mais até mais enfático. "Não quero falar sobre esse assunto, falei quando queria falar, agora não quero falar." Ainda assim, afirmou que está aberto a cumprimentar Muricy Ramalho, caso o técnico do São Paulo tome a iniciativa. "Geralmente, quem toma iniciativa de cumprimentar é o mandante, se o mandante estiver aberto (a cumprimentar), eu vou estar", disse.

Na penúltima rodada do Campeonato Paulista, o Corinthians empatou com o Penapolense por 0 a 0, e o São Paulo, que jogou no mesmo dia e horário, perdeu para o Ituano por 1 a 0. Logo após a partida, Mano afirmou, em tom irônico: "Os deuses do futebol estão lá em cima e sabem bem conduzir o comportamento de cada um quando a bola rolar lá na frente. Vamos esperar o que os deuses vão fazer."

Time do clássico

Sobre a equipe que enfrenta o São Paulo domingo, Mano manteve o mistério. Ele disse apenas que três jogadores brigam pela vaga de Jadson, que não pode atuar por motivos contratuais: Luciano, Renato Augusto e Danilo. O favorito é Luciano. "Definição da equipe só 45 minutos antes para a imprensa e para torcedor. Internamente já tenho as definições. Trabalhamos com três jogadores, o Renato, que está voltando, o Luciano, que já fez a função, o Danilo. Qualquer decisão, estaremos bem entrosados."

Leia tudo sobre: futebolesportemano menezescorinthianspolemicatreinador