Candidato à presidência da FMF tem postagens de provocação ao Cruzeiro

Pelo Twitter, Castellar Neto, atleticano confesso, teria se referido ao Cruzeiro de forma pejorativa no passado e revolta torcedores celestes

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Castellar também fez piada com apelido pejorativo que a torcida do Cruzeiro tem
Reprodução/Twitter
Castellar também fez piada com apelido pejorativo que a torcida do Cruzeiro tem

O clássico entre Atlético e Cruzeiro, válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, só acontece neste domingo, no Independência. No entanto, um dos maiores confrontos do futebol brasileiro, jogo que sempre incendeia os gramados, já causa enorme impacto, também, nos bastidores da bola. Tudo pelo embate entre Raposa e Galo fora de campo, envolvendo até a Federação Mineira de Futebol (FMF). 

Candidato apoiado pelo Atlético nas eleições presidências da FMF, o atleticano assumido Castellar Neto (conselheiro do clube) está na mira dos cruzeirenses. Pela internet, uma patrulha celeste cobra explicações de Castellar, pelo comportamento do candidato em relação ao Cruzeiro.

Postagens feitas por Castellar Neto no Twitter, em exaltação ao Atlético e vezes pejorativas ao time celeste, desagradaram os cruzeirenses. Na internet, torcedores da Raposa replicam a todo momento fotos de Castellar com vestimentas do Atlético, nos bastidores do título mineiro do alvinegro, no ano passado, fora imagens de antigos comentários do candidato à presidente da FMF citando direta ou indiretamente, termos como “Maria e Smurfete” (esse último em referência aos personagens azuis de um antigo desenho animado) para se referir ao clube azul.

Em contato com o Super FC, a diretoria do Cruzeiro preferiu, pelo menos por enquanto, não se pronunciar. De acordo com a assessoria de imprensa do clube, os dirigentes estrelados estão cientes do ocorrido, no entanto, apenas o presidente Gilvan de Pinho Tavares, que não foi encontrado pela reportagem, pode comentar o episódio.

O Super FC tentou também contato com Castellar Neto em seu escritório de advocacia, “Castellar Guimarães Advogados Associados”, mas o jurista não havia chegado ao local até o início da tarde desta sexta-feira. A secretária de Castellar anotou o recado e a reportagem segue aguardando resposta.

Nossa equipe também tentou contato pelo celular de Castellar, que tocou por mais de 10 vezes antes de a chamada ser encerrada pela voz da atendente da caixa postal.

Leia tudo sobre: castellar netofmfatleticocruzeiropostagensprovocacao