Conteúdo de carta revela que tenente desaparecida estava deprimida

Documento foi deixado em apartamento que mulher vive com amiga; família diz que Mirian é muito reservada

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Tenente sumiu sem deixar notícias após fazer um depósito de R$ 30 mil para a irmã
Reprodução/ Facebook
Tenente sumiu sem deixar notícias após fazer um depósito de R$ 30 mil para a irmã

Em uma carta deixada no apartamento em que morava, no bairro Prado, na região Oeste de Belo Horizonte, a tenente da Aeronáutica desaparecida disse que estava deprimida e “pegaria a estrada”. A informação foi divulgada na manhã desta sexta-feira (9) pela irmã de Mirian Tavares, de 42 anos.

Segundo Beatriz Rodrigues Tavares, a tenente escreveu que estava muito triste, mas não sabia o motivo. “Pensamos que ela pegaria a estrada para espairecer, como estava acostumada a fazer algumas vezes, e voltaria para casa, mas isso não aconteceu”, explicou Beatriz.

Beatriz também contou que Mirian estava diferente há alguns meses. Na última visita que fez à família em Varginha, no Sul de Minas, ela já apresentava comportamento diferente.

“Nos encontramos pela última vez na Páscoa. Reunimos alguns familiares em um sítio e a achei muito calado. Perguntei o que tinha acontecido, mas ela não respondeu. Mirian é uma pessoa muito reservada”, disse a irmã.

A família também não tem conhecimento de nenhum envolvimento amoroso da tenente com qualquer outra pessoa. No dia em que saiu de casa, no último sábado (3), ela levou apenas a carteira militar e a carteira de motorista. Roupas, objetos pessoais e celulares ficaram no apartamento.

Conforme a Polícia Civil, ainda não há pistas sobre o paradeiro da tenente, e o seu carro ainda não foi localizado. O caso é investigado  pelo delegado Thiago Saraiva, da Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave