Central brasileiro do UPCN não teme russos e avisa: "Vamos para guerra

Junior dos Santos disse que o time argentino está acostumado a encarar pedreiras e reconheceu favoritismo do Belogorie

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Jogadores e comissão técnica do UPCN festejaram muito a classificação para a próxima fase
RONALDO SILVEIRA
Jogadores e comissão técnica do UPCN festejaram muito a classificação para a próxima fase

O UPCN-ARG venceu o Al-Rayyan-CAT em um jogo duríssimo. Após abrir 2 sets a 0 no marcador, a equipe argentina tirou o pé nas parciais seguintes e só conseguiu retornar ao jogo no tie-break. Com o triunfo no set de desempate, o UPCN se garantiu na semifinal do Mundial de Clubes e agora terá pela frente um complicado duelo com os russos do Belgorie Belgorod. Um dos destaques do UPCN, o central brasileiro Junior dos Santos prevê uma batalha, mas não se intimida com o poder dos rivais.

"Nós vamos para a gerra, nosso time está acostumado com isto daí. A gente sai da Argentina e só pega pedreira, às vezes a gente ganha, às vezes a gente perde. Amanhã (sexta-feira) vai ser mais um jogo importante, ainda mais pela circunstância de semifinal, mas nós vamos encarar de igual para igual. Se não entrarmos com tudo, eles vão nos atropelar. Tem que comprar briga com os caras e ver o que vai dar. Eles são os favoritos, mas precisamos jogar", afirmou o central.

Sobre o duelo com Al-Rayyan, nessa quinta-feira, Junior admitiu que a equipe argentina apresentou altos e baixos e também momentos de puro nervosismo. Apesar da inconstância, o central valorizou a recuperação da equipe e também a força do adversário asiático.

"A nossa recepção começou a falhar no terceiro set, o time meio que se desesperou. Tivemos algumas situações que poderíamos estar na liderança do set, mas eles abriram muitos pontos e não conseguimos voltar atrás no placar. A gente foi jogando no nosso nível e eles no nível deles, fomos tentando equiparar as coisas e ficou difícil. Mas no tie-break a gente reencontrou o nosso ritmo de jogo mostrado no primeiro set e conseguimos ganhar", concluiu Junior.

Pelas semifinais do Mundial de Vôlei, Belgorie e UPCN se enfrentam nesta sexta-feira, às 17h30 (de Brasília). Na outra semi, o Sada Cruzeiro encara o Al-Rayyan, do Catar, às 20h30.

Leia tudo sobre: mundial de voleiupcnjunior dos santossemifinal